uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Contar histórias com selos

Edição de 11.10.2006 | Sociedade
Vila da Catumbela. Caminhos-de-ferro. Angola. 1963. O selo destaca-se no envelope de um dos painéis da colecção de João Quintino, 66 anos, que esteve exposta no sábado no Centro Cultural de Benavente, durante a Expo-Feira Nacional de Coleccionismo.A compilação do antigo professor de educação visual e tecnológica de Benavente começou há 20 anos. Mas no acervo o coleccionador tem ainda as memórias dos tempos do serviço militar no Ultramar. As estampilhas foram carimbadas um pouco por todo o mundo. Angola, Polónia, Roménia e Suécia. Argentina, Inglaterra e Cuba. Milhares de postais e selos.“É possível contar uma história recorrendo aos selos. Mas não basta afixar. É preciso fazer uma descrição prévia sem no entanto cansar quem está a ver”, explica o professor aposentado mostrando uma locomotiva russa com o rigor de quem dá uma aula. “Pode fazer-se colecção de selos sobre xadrez e até língua portuguesa”, sugere.Nem só de comboios vivem as estampilhas de coleccionador. Os selos de João Quintino também contam histórias sobre os cavalos que abundam no Ribatejo e no imaginário do coleccionador.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...