uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Coruche ganha serviço de urgência básica

Proposta de reorganização das urgências em discussão pública até final do mês

Se a proposta do Ministério da Saúde vingar, Coruche ficará com um serviço de urgência equiparado aos dos hospitais de Tomar e Torres Novas.

Edição de 11.10.2006 | Sociedade
A proposta de reorganização das urgências hospitalares, que caso seja aprovada deverá entrar em vigor no primeiro trimestre do próximo ano, prevê a instalação de um Serviço de Urgência Básica (SUB) no concelho de Coruche. A urgência básica será o primeiro nível da nova rede dos serviços de urgência e, neste caso concreto, deverá levar à construção de um novo edifício hospitalar na freguesia do Biscainho.Embora o documento elaborado pela Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação das Urgências não passe para já de uma proposta do Ministério da Saúde, que estará em discussão pública até final do mês, é muito provável que venha a ser aprovado. Uma vez que resulta de uma série de propostas não só da comissão mas também das próprias administrações regionais de saúde (ARS).Contactado pelo nosso jornal, o coordenador da ARS de Lisboa e Vale do Tejo, António Branco, não quis avançar com mais detalhes, referindo que o que está em apreciação poderá não corresponder àquilo que venha a ser aprovado. “Só em Novembro, depois de terminada a fase de discussão pública, poderemos dizer com certeza o que irá acontecer”, afirma.No caso concreto de Coruche, o mesmo responsável confirma que o eventual futuro SUB do Biscainho servirá também populações dos concelhos de Benavente e Salvaterra de Magos. A nova rede de serviços de urgência prevê que populações do mesmo concelho possam ser encaminhadas para urgências distintas, tudo dependendo da distância a que se encontram e do serviço que estiver mais próximo.A alteração proposta pelo ministério agrada também à Câmara de Coruche. O presidente da autarquia, Dionísio Mendes (PS), embora refira que a prioridade é manter as urgências em Coruche, seja no actual seja num eventual centro de saúde a construir, considera positiva a eventual melhoria de serviços que se registará com a criação do SUB do Biscainho.A nova rede de serviços de urgência foi criada tendo em conta vários factores, entre os quais o tempo de resposta do socorro ao local, entre o accionamento do meio de socorro e a chegada ao local da ocorrência, e o tempo de trajecto ao serviço de urgência (entre o local da ocorrência e o ponto da rede de urgência mais próximo).A proposta foi feita com o objectivo de garantir que 90 por cento da população disponha de um serviço de urgência polivalente a um máximo de 45 minutos de distância e não fique a mais de meia hora de um serviço de urgência básica.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...