uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Primeiras chuvas causam problemas

Danos em lojas e casas da rua João Afonso, Santarém

Moradores e comerciantes querem que a câmara rectifique eventuais defeitos das ligações das casas aos colectores de saneamento.

Edição de 11.10.2006 | Sociedade
Alguns comerciantes e moradores da rua João Afonso, em Santarém, asseguram que há problemas nas ligações das suas casas à conduta de esgotos que passa naquela artéria. Duas chuvadas mais fortes separadas por uma semana, entre 14 e 22 de Setembro, mostraram as fragilidades do sistema e originaram inundações de água e dejectos em lojas e casas.Na papelaria A Moderna, Artur Miguel lamenta-se pelo facto de já ter perdido duas manhãs sem clientes, a limpar a loja e afastar os maus cheiros. E também por todo o sistema de saneamento da rua ter sido criado com novas condições e continuar a haver problemas.“Já tive que vedar a caixa de esgoto à entrada da loja para tentar conter a água que transborda pela sanita da casa de banho e também do exterior da loja cada vez que chove”, descreve o proprietário.Na casa de Maria Elisa Rosário as noites de chuva obrigaram-na a tirar a água que entrou pelo escoadouro da casa de banho e lhe invadiu a casa. O frigorífico está enferrujado na parte de baixo, enquanto um sofá está amparado por tábuas de madeira. A moradora viu-se também forçada a abrir a tampa de esgoto no exterior para impedir que a água lhe entrasse em casa.O mesmo aconteceu numa loja chinesa no início da rua, onde a cave, que serve de expositor para diversos artigos, ainda denota sinais da água acastanhada no pavimento. Artur Miguel fica ainda mais inconformado quando um técnico da Câmara de Santarém que visitou o local a 22 de Setembro lhe disse que teria de esperar cerca de 60 dias para que se elaborasse um relatório técnico a apresentar aos responsáveis da autarquia. “Isso não é solução e até lá vai chover muito e nós continuamos com os problemas”, alerta o comerciante, que recorda que todos pagam uma tarifa de saneamento incluída na factura da água. O presidente da Câmara de Santarém, Francisco Moita Flores (PSD), diz desconhecer qualquer situação ou reclamações apresentadas por moradores e comerciantes. O anterior vereador no executivo com o pelouro do saneamento básico, Manuel Afonso (PS), actualmente na oposição, sem querer falar muito do assunto, recorda que apenas se registou o desvio da conduta que liga ao colector da avenida António Santos junto àquela zona. “A obra está dentro da garantia”, acrescentou o vereador. Ricardo Carreira

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...