uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Maria Filomena Fernandes “Mena”

51 anos, técnica de análises clínicas, Vila Franca de Xira

“Quando abro a janela em Vila Franca, o que vejo não é agradável. Os espaços verdes devem estar bem cuidados, fazem parte da nossa qualidade de vida”

Edição de 18.10.2006 | Agora falo eu
Este ano não houve circo na feira de Outubro. Sentiu a falta daquele espectáculo?Tenho pena de não haver circo porque o circo é uma referência da feira. Os idosos gostam e as crianças também. Embora existam outros espectáculos que vão substituindo o circo, acho que não devia acabar. Devia ser acarinhado.Se fosse presidente da câmara qual seria a primeira medida a tomar?Era cuidar mais dos espaços verdes e do ambiente. Resido num bairro, dentro de Vila Franca, que se está a degradar. Tem montes de ervas, maus acessos e contentores do lixo imundos não é bom. Quando abro a janela o que vejo não é agradável. Os espaços verdes devem estar bem cuidados, fazem parte da nossa qualidade de vida.Concorda com a adopção de crianças por parceiros homossexuais?Há pessoas que dão amor a uma criança, independentemente da sua orientação sexual, cuidam dela, tratam-na bem. Há muitos casais heterossexuais que maltratam as crianças, não lhes dão atenção, e o que é preciso é dar amor e carinho, tratar bem as crianças.Tem o hábito de ser pontual ou é como a maioria dos portugueses? Eu tenho muita dificuldade em ser pontual. Eu bem tento, mas aquela margem dos cinco dez minutos, não sei como, acaba por acontecer quase todos os dias.Luto um bocadinho com a pontualidade.Em tempo de crise o cartão de crédito é a melhor solução?Acho que não. Quando começamos a entrar no crédito, é muito difícil. O melhor é orientarmos as finanças e comprarmos com dinheiro na mão.O crédito é para pagar, utilizando-o acabamos por pagar muito mais que o valor da compra.Concorda com o fecho das portas à imigração?Não. Nós também somos um povo de emigrantes e acho que devemos receber bem as pessoas que vêm de outros países, para ganharem a vida porque lá não têm condições.Choca-me ouvir falar mal dessas pessoas que vieram para nos servir.Qual a sua opinião sobre as novas taxas moderadores na saúde?Não são simpáticas, mas o problema da saúde é muito grave. Antigamente as pessoas só faziam análises quando tinham algum problema de saúde, agora há mais medicina preventiva que é cara. Fazem-se mais exames complementares de diagnóstico, que envolvem muita despesa, e muitas vezes as pessoas nem vão buscar os resultados para mostrar ao médico que solicitou os exames. A saúde é má, está mal gerida e é muito cara. É injusto, mas se não comparticiparmos qualquer dia não temos nada.Qual seria a sua viagem de sonho?Qualquer uma já é viagem de sonho, nem que seja a Badajoz. Eu adoro viajar só que não tenho dinheiro para isso.Se não morasse em Vila Franca de Xira em que cidade gostaria de residir?Gosto muito de Vila Franca. Foi aqui que nasci, é onde tenho as minhas referências. Quando estou fora, gosto de entrar em Vila Franca porque parece-me tudo muito bonito, mesmo que não tenha graça nenhuma. São as saudades...Tem alguma actividade física para manter a forma ou só pensa nisso quando chega o verão?Quando chega o verão penso mais, mas durante o ano faço caminhada, que é o mais simples e mais barato. Tento pelo menos três vezes por semana, caminhar durante uma hora.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...