uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Pedro Murteira regressa ao Moçarriense

Depois de cinco épocas nas camadas jovens do Cartaxo

Filipe Jesus não aguentou a série de maus resultados e deixou o comando técnico do Moçarriense, protagonizando a quarta “chicotada psicológica” da época, depois de Manuel Francisco, Pedro Alberto e Vítor Falua. Pedro Murteira foi o técnico escolhido pelos responsáveis da equipa da Moçarria para orientar o plantel até final da época.

Edição de 18.10.2006 | Desporto
Pedro Murteira, treinador que nas últimas quatro épocas esteve à frente da equipa júnior do Sport Lisboa e Cartaxo, vai ser o próximo treinador do Moçarriense, clube que disputa a Série B do Campeonato Distrital da Primeira Divisão, ocupando actualmente o último lugar, com apenas um ponto.O técnico, que se estreou como treinador na equipa da Moçarria, concelho de Santarém, há oito épocas, regressa assim a uma casa que conhece bem e terá como missão evitar que a equipa desça de divisão.Murteira, que começou a orientar a equipa esta terça-feira, substitui Filipe Jesus, que já não orientou a equipa neste domingo. A missão neste jogo de transição foi entregue ao capitão Carlos Luís.Em declarações ao nosso jornal, Pedro Murteira confirmou que aceitou o convite, apesar de saber que é um risco que corre. “Fui confrontado com a possibilidade de voltar à Moçarria cinco anos depois de ter saído. Sei de antemão que para mim é um risco porque nestes oito anos que levo de treinador as coisas têm-me corrido bem mas não podia recusar”, afirma.Pedro Murteira tem um conhecimento relativo dos jogadores que vai passar a orientar. Sabe que é uma equipa muito jovem, que a série é muito difícil e que o orçamento do clube é o mais baixo de todos, mas isso não o desmotiva.“Analisando as coisas friamente, o orçamento da Moçarria ao pé das outras equipas é uma gota de água no oceano. Mas para mim os meus jogadores são sempre os melhores”, refere, sublinhando o facto de oito ou nove jogadores da equipa terem sido campeões distritais de juniores pelo Rio Maior na época passada.Para já vai levar dois jogadores que foram seus atletas nos juniores do Sport Lisboa e Cartaxo. Um deles é o defesa Zé Miguel, que capitaneou a equipa do Cartaxo nos dois anos de júnior em que esteve às ordens de Pedro Murteira, e que na época passada subiu aos seniores. O outro é o médio Rui Lima, que vem também da formação do Cartaxo e está no primeiro ano de sénior.Além destes dois reforços, Murteira espera vir a contar com mais um homem para a frente de ataque, de preferência com alguma experiência, para equilibrar com a juventude dos restantes jogadores.Concretizando mais claramente os objectivos do Moçarriense até final da época, o técnico afirma que acredita ser possível garantir a permanência na primeira divisão. “É uma experiência nova para mim, que jogo sempre para os primeiros lugares, mas vamos jogar para ganhar, não duvidem disso”, garante, acrescentando que se a equipa se mantiver para a próxima época poderá ter condições para enfrentar o campeonato com outras ambições.Murteira fez questão de deixar uma palavra de conforto para o anterior técnico Filipe Jesus que, como habitualmente acontece aos treinadores, foi a primeira vítima dos maus resultados. “O que é triste é que os treinadores é que pagam sempre a factura mas o futebol é mesmo assim”, concluiu.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...