uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara de Santarém ausente da reunião da Junta da CULT

Moita Flores recusa participar em reuniões com o administrador executivo da comunidade urbana

A Junta da CULT fez votos para que a Câmara de Santarém se integre rapidamente no “espírito de solidariedade e união com que se continua a trabalhar na comunidade urbana”.

Edição de 18.10.2006 | Política
O presidente da Câmara de Santarém faltou à última reunião da Junta da Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo (CULT), tal como havia prometido. Francisco Moita Flores (PSD) recusa-se a participar nos plenários dos presidentes dos municípios da CULT enquanto o administrador executivo dessa entidade, António Torres, lá tiver assento.Recorde-se que Moita Flores discorda da forma como António Torres tem exercido o cargo, tendo pedido mesmo a sua demissão. Proposta que não foi aceite pelo presidente da CULT, o socialista José Sousa Gomes, que reiterou a sua confiança no administrador executivo.A ausência de Moita Flores da reunião de 6 de Outubro levou a que a Junta da CULT, em nota de imprensa, manifestasse o desejo que o município escalabitano reveja rapidamente a sua posição. “(…) os representantes das câmaras presentes reafirmaram o espírito de solidariedade e de união com que se continua a trabalhar, bem provada com esta sessão” e “fizeram votos para que a Câmara de Santarém se integre rapidamente neste espírito”, lê-se na nota de imprensa assinada pelo presidente da comunidade urbana.Instado a comentar essa declaração dos autarcas da Lezíria do Tejo, Moita Flores afirma que está “de alma e coração com a CULT”, que, segundo ele, “é uma comunidade bem dirigida e bem estruturada que pode ter um papel muito importante na Lezíria”. Mas, ressalva, “nunca trocarei o essencial pelo acessório”. Questionado sobre se isso significava que iria continuar ausente das reuniões da Junta da CULT, o autarca de Santarém escusou-se a fazer mais comentários.Uma reunião cheia de novidadesNa reunião da Junta da CULT os autarcas assistiram à apresentação do projecto do abastecimento público de água a candidatar às verbas do Fundo de Coesão da União Europeia. A empresa Hidroprojecto apresentou as correcções introduzidas ao projecto anterior, que há quase dois anos foi rejeitado em Lisboa ainda antes de a candidatura ser enviada para Bruxelas.Segundo a nota de imprensa da CULT, ficou decidido que os vários municípios envolvidos devem pronunciar-se com brevidade sobre as propostas referentes aos seus concelhos. Sendo certo que a candidatura só vai ser apresentada e apreciada no próximo quadro comunitário de apoio, a partir de 2007.A Junta da CULT decidiu também abrir quatro concursos públicos internacionais para obras de saneamento – três no concelho do Cartaxo e uma no concelho de Salvaterra de Magos. Aprovou ainda a adjudicação de aquisição de fotografia aérea a cores naturais para todos os municípios da CULT com excepção de Santarém (que avançou sozinho), bem como adjudicar a elaboração do projecto técnico referente à ciclovia entre Valada (Cartaxo) e Praia do Tejo (Azambuja).Foram também adjudicados os serviços de inspecção de elevadores e de manutenção e conservação dos espaços verdes.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...