uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Carta escolar com avaliação negativa

Carta escolar com avaliação negativa

Pais recusam deslocalização para Escola Sousa Martins

Os pais de Vila Franca chumbaram a carta escolar. Estão contra o encerramento de escolas nos meios rurais e não aceitam a deslocalização dos filhos para outros estabelecimentos de ensino.

Edição de 18.10.2006 | Sociedade
Dezenas de pais de A-dos-Bispos, Vila Franca de Xira, marcaram presença na sessão de esclarecimento da carta educativa do concelho, no sábado à noite em Vila Franca. Estão contra o encerramento da escola e a transferência dos alunos para a escola Sousa Martins, no Bom Retiro, prevista no documento. “A-dos-Bispos está a crescer, o número de pessoas vai duplicar. Como pode um plano destes não ter reparado neste pequeno pormenor e decidir encerrar a escola?” A questão foi colocada por João Dias, um dos encarregados de educação daquela localidade. Carla Rivera, um dos encarregados de educação mais indignados com o possível encerramento da EB1, levantou a questão do tipo de educação que pretende dar ao filho, hoje com quatro anos. Segundo referiu, optou por viver em A-dos-Bispos para o filho “crescer num ambiente rural e agora querem obrigar-me a mandá-lo para uma escola enorme”. João Rosa, outro pai de A-dos-Bispos, salientou também a falta de condições da EB1 Sousa Martins para onde os alunos serão transferidos. “Aquela escola é igual há anos, aquelas escadas, corredores e pátios não são para receber crianças de seis anos”, observou João Rosa.Actualmente a Sousa Martins recebe alunos do segundo ciclo, mas a carta propõe que seja alterada para passar a receber alunos do primeiro ciclo. O segundo ciclo será transferido para uma escola básica integrada (do primeiro ao terceiro ciclo) a construir. Entre as preocupações manifestadas pelos pais na noite de sábado esteve também o transporte das crianças para o Bom Retiro. Hélder Pimenta referiu mesmo que a distância do estabelecimento de ensino pode levar a um maior afastamento e abandono da escola. A vereadora da educação da Câmara de Vila Franca tentou descansar os pais garantindo que a carta educativa é um documento aberto sujeito a monitorização todos os anos para “ver se as propostas são acertadas e se ainda fazem sentido”. Maria da Conceição Santos frisou que as previsões apontam para uma diminuição do número de alunos em A-dos-Bispos e por isso a carta contempla a sua transferência para a escola Sousa Martins. Sobre as condições da escola, a responsável garantiu que terão que ser feitas as adaptações necessárias para receber alunos mais novos. Também em relação aos transportes Maria da Conceição Santos referiu que a carta educativa assegura as deslocações dos alunos. Cachoeiras tambémestá contra encerramentoPara além dos pais de A-dos-Bispos, também os encarregados de educação das Cachoeiras mostraram o seu descontentamento pelo encerramento da EB1 da freguesia previsto pela carta educativa do concelho. José António Caldeira sublinhou a importância da escola até para fixar pessoas nas Cachoeiras. “A freguesia já é pequena e vai ficar ainda a mais pequena. Se não têm escola onde pôr os filhos ninguém vai querer ir para lá”, sustentou. O encarregado de educação referiu-se ainda ao choque “muito violento” que as crianças de uma freguesia rural como as Cachoeiras vão sofrer ao irem para uma escola de Povos, Vila Franca. Sara Cardoso
Carta escolar com avaliação negativa

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...