uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
PJ prende grupo de assaltantes violentos

PJ prende grupo de assaltantes violentos

Roubaram vários estabelecimentos na região de Vila Franca

Sete jovens suspeitos de realizarem dezenas de roubos com armas foram detidos pela PJ. Um dos assaltos foi na sede do PS em Alverca.

Edição de 18.10.2006 | Sociedade
A PJ deteve um grupo de sete assaltantes suspeito de ter realizado vários assaltos a cafés, restaurantes e outros estabelecimentos do concelho de Vila Franca de Xira. Os detidos têm entre 17 e 19 anos, e são todos oriundos de vários bairros problemáticos da Área Metropolitana de Lisboa. Presentes ao Tribunal de Oeiras, os suspeitos ficaram todos em prisão preventivaA PJ acredita que o gang é responsável por, pelo menos, 30 assaltos, violentos, feitos com recurso a carros de alta cilindrada roubados e com ameaça de arma de fogo. Um dos últimos assaltos foi o bar da sede do PS em Alverca onde roubaram o proprietário e vários clientes com recurso a armas de fogo.Outros roubos foram feitos também nos concelhos de Loures, Amadora, Almada, Seixal, Barreiro, Alcochete e Montijo. Todos os elementos do gang de assaltantes têm um passado de pequena criminalidade, o que lhes valeu pequenas penas de detenção de colégios de reinserção social. “Todos são filhos de imigrantes dos países africanos de expressão portuguesa. Alguns chegaram mesmo a cometer crimes juntos, quando ainda eram menores”, disse fonte da PJ. Os assaltos eram sempre feitos com recurso a automóveis, de alta cilindrada, roubados à mão armada pelo método do ‘carjacking’, que consiste em causar um acidente para fugir com a viatura.O grupo optou sempre por se dividir em pequenas células, com dois ou três elementos. O registo dos primeiros assaltos remonta a Fevereiro de 2006.Sempre armadosA secção de investigação de assaltos à mão armada da Polícia Judiciária de Lisboa, responsável pelo inquérito, acredita que todos os roubos terão sido praticados sempre com as mesmas armas: pistolas de calibre 6,35 mm e 9 mm, caçadeiras, e dois revólveres. Aos detidos, foram apreendidas duas armas de fogo em situação ilegal, bem como uma das viaturas que tinham roubado e vários documentos referentes a outro veículo roubado e, entretanto, abandonado após utilização nos assaltos.Nos últimos três meses, a Directoria de Lisboa procedeu à detenção de 57 suspeitos, dos quais 26 se encontram em prisão preventiva e um, em obrigação de permanência na habitação. Os restantes 30 estão a aguardar julgamento em liberdade.Nelson Silva Lopes
PJ prende grupo de assaltantes violentos

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...