uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Governo limita aumento da electricidade para domésticos

Edição de 25.10.2006 | Economia
O Governo decidiu limitar o aumento das tarifas de electricidade para a generalidade dos consumidores domésticos a 6 por cento no próximo ano, quase metade do proposto pelo regulador do sector, anunciou o ministro da Economia.Manuel Pinho, que falava em conferência de imprensa, justificou a redução do aumento das tarifas com a decisão do Governo de estender por 10 anos o período para amortização do défice tarifário, mais do que triplicando os 3 anos propostos pela Entidade Reguladora do Sector Energético (ERSE). "O Governo decidiu usando as prerrogativas previstas na lei", disse Pinho.A ERSE propôs a 16 de Outubro um aumento médio das tarifas de 12,4 por cento para 2007, sendo que para os clientes domésticos (que são cerca de 5,3 milhões) o aumento seria de 15,7 por cento.O significativo aumento do tarifário, face a anos anteriores, foi justificado pela ERSE com dois principais factores: a recuperação no próximo ano de um terço (132 milhões de euros) do défice tarifário de 399 milhões de euros gerado em 2006 e a regularização parcial (19 milhões de euros) da subsidiação cruzada dos consumidores em baixa tensão aos consumidores nos restantes níveis de tensão.Além disso, os consumidores vão ainda pagar a manutenção em alta dos preços do petróleo e do gás natural, que se encontram 31 e 16 por cento, respectivamente, acima dos valores de 2005.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...