uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Companhia das Lezírias rentabiliza terrenos

Loteamento das Cardosas e condomínio do Calvário avançam
Edição de 25.10.2006 | Sociedade
O loteamento da Companhia das Lezírias (CL) na Tapada das Cardosas vai avançar com 169 lotes de terreno, sendo 166 para a construção de moradias unifamiliares de dois pisos com projecto tipo e três destinados a espaços comerciais. Segundo o presidente da CL, Vítor Barros as condicionantes levantadas pelos técnicos da câmara estão vencidas e há condições para avançar com a colocação das infraestruturas. O novo loteamento fica frente às urbanizações Belo Jardim e Herdade do Pinheiro, em Samora Correia e fará extrema com o parque de jogos do Grupo Desportivo de Samora Correia na Murteira. A sociedade ainda estuda o modelo de comercialização, mas tudo aponta para que sejam vendidos os lotes com projecto aprovado. “Não estamos vocacionados para a construção”, justifica o administrador.Com este loteamento, a CL espera realizar um encaixe financeiro que lhe permita fazer face a outros investimentos na sua área de negócios a produção agro-pecuária.Um segundo projecto com luz verde para avançar é o da construção de um condomínio fechado com mais de duas dezenas de fogos em prédios de três pisos para habitação e comércio no espaço das actuais oficinas da Companhia das Lezírias.No centro da vila, com frente para a Avenida o Século e para o Largo do Calvário, o terreno revela-se demasiado valioso para ser ocupado por oficinas e armazéns. O projecto contempla duas entradas, áreas de circulação e equipamentos públicos. Vítor Barros garante que não está prevista a deslocalização da sede da empresa para Braço de Prata e a consequente desocupação das instalações do Largo do Calvário e rua Fonte dos Escudeiros. A intenção do anterior conselho de administração não será realizada neste mandato.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...