uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Dois meses sem natação

Dois meses sem natação

Alguns utentes não entendem encerramento tão prolongado das Piscinas da Chamusca

Férias do pessoal e manutenção do equipamento são as justificações dadas pela câmara para o encerramento das piscinas em Setembro e Outubro.

Edição de 25.10.2006 | Sociedade
As Piscinas Municipais da Chamusca estão encerradas desde o início do mês de Setembro, uma situação já habitual mas que agora é contestada pois as piscinas dos concelhos vizinhos não encerram durante tanto tempo. Os utentes exigem que a câmara, que gere o espaço, abrevie a sua reabertura para o período de Inverno.As cubas das duas piscinas estão vazias desde os primeiros dias do mês de Setembro. A cobertura insuflável que faz manter o espaço utilizável durante o Inverno ainda não está activada e não há sinais de ser colocada. O que leva alguns utentes a interrogarem-se sobre o que se passa. O vereador da Câmara da Chamusca, Francisco Matias (CDU), diz que esta é uma situação normal. “A piscina encerra todos os anos entre Setembro e Novembro”.Os utentes menos atentos aos horários e períodos de funcionamento das instalações não compreendem um tão largo período de encerramento. Reclamam e apontam o dedo às dificuldades da autarquia em pagar o gás à empresa fornecedora, alegando que é isso que está a dificultar a abertura.Situação que é desmentida pelo vereador, que garante que nunca existiu qualquer problema com o pagamento do gás. “É um problema que nunca se pôs. As piscinas, para além da utilização pública, são utilizadas por todos os escalões de ensino, de todo o concelho, situação que apoiamos. E é ponto de honra do executivo cumprir com tudo o que é protocolado com as escolas”, garantiu.Aliás, Francisco Matias estranha a contestação, que nunca chegou ao executivo, e garante que não há nada de novo no período de encerramento das piscinas. Refere que desde que foi colocada a cobertura insuflável as piscinas encerraram sempre neste período para que o pessoal possa tirar férias e também para que seja efectuada a manutenção do espaço. “As instalações já têm 15 anos e tudo tem que ser muito bem tratado, para que tudo esteja operacional durante o Inverno”, garantiu.São cerca de dois meses sem piscinas, tempo demasiado largo para os utentes mais assíduos, que se sentem discriminados em relação aos utentes de piscinas dos concelhos vizinhos, que não têm períodos de “seca” tão prolongados. Mas o vereador diz ser impossível encurtar o prazo.Embora estejam previstas algumas alterações no funcionamento para este Inverno, Francisco Matias garantiu que, “como habitualmente”, entre o dia 6 e o dia 10 de Novembro, as Piscinas Municipais da Chamusca vão reabrir ao público.
Dois meses sem natação

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...