uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Jardineiros, mecânicos e informáticos

Edição de 25.10.2006 | Sociedade
Cerca de meia centena de reclusos do Estabelecimento Prisional de Alcoentre (EPA), Azambuja, que actualmente frequentam os cursos de formação profissional com equivalência do 6º ano, vão deixar a prisão com um diploma na mão.Produção agrícola/fruticultura, jardinagem e espaços verdes, mecanização agrícola, alvenarias e revestimentos e informática são algumas das áreas de formação frequentadas com sucesso pelos adultos em reclusão. “As acções são programadas em função das características do grupo e em função do potencial de empregabilidade que se prevê ser maior em determinada saída profissional”, explica a presidente do Conselho de Administração da Centro de Formação Protocolar para Sector da Justiça (CPJ), Ana Paula Filipe.Doze reclusos concluíram já o curso na semana passada. Os diplomas foram entregues na tarde de quarta-feira, nas instalações do CPJ, em Alcoentre, antes de uma exposição de trabalhos organizado pelos formandos. O projecto, dinamizado pelo núcleo do CPJ, a funcionar em Alcoentre, baseia-se em cursos do Instituto de Emprego e Formação Profissional. A mediadora de formação do Centro de Formação Protocolar para o sector da Justiça, Ana Rodrigues, explica que os formados estão motivados, mas adianta que o envolvimento dos adultos no curso depende sempre da situação que têm cá fora.O curso de produção agrícola/horticultura, que dá equivalências até ao 9º ano de escolaridade, arrancou segunda-feira. Actualmente frequentam diariamente o CPJ cerca de 70 reclusos do Estabelecimento Prisional de Alcoentre, concelho de Azambuja.A CPJ funciona em articulação com Instituto de Emprego e Formação Profissional, Direcção Geral dos Serviços Prisionais, Instituto de Reinserção Social. Actua na vertente de estabelecimentos prisionais e centros educativos. Tem como atribuições a promoção de actividades de formação para a valorização da população com vista à integração na sociedade.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...