uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Paulo Guerra e Magdaline Chemjor vencem 20 Quilómetros de Almeirim

Primeiros planos estiveram ausentes na comemoração do vigésimo aniversário da prova

Paulo Guerra voltou às vitórias nos 20 quilómetros de Almeirim. O experiente atleta, que nos últimos anos tem estado longe dos bons resultados, venceu facilmente a corrida, o mesmo acontecendo com a queniana Magdaline Chemjor, que terminou destacada a prova feminina. A edição deste ano contou com cerca de 1300 atletas, divididos entre a prova principal e a corrida mais popular, de pouco mais de cinco quilómetros.

Edição de 31.10.2006 | Desporto
A tradicional corrida dos Vinte Quilómetros de Almeirim, que comemorou sábado o seu vigésimo aniversário, foi este ano mais pobre sobretudo ao nível de “grandes” nomes. A disputa do Campeonato da Europa de Estrada em simultâneo com a Meia Maratona do Algarve no dia seguinte, limitaram a presença dos melhores atletas portugueses e estrangeiros, mas isso não lhe tirou todo o brilho. A prova, embora pouco disputada nos lugares da frente, contou com o entusiasmo de cerca de 1300 atletas, divididos pelas provas de 20 quilómetros e 5 quilómetros, que se aprestaram a vencer o calor que se fazia sentir.Na prova principal, de 20 quilómetros, o lugar mais alto do pódio masculino foi ocupado por Paulo Guerra, um dos poucos grandes nomes do atletismo nacional que esteve presente. O feminino foi ocupado pela desconhecida queniana Magdaline Chemjor.Este ano, com melhores prémios monetários, esperava-se que os atletas estrangeiros, principalmente os quenianos, viessem em maior número, mas tal não aconteceu. A prova foi dominada pelos três elementos da Conforlimpa que ali foram correr. Em primeiro ficou o categorizado Paulo Guerra, seguido de João Marques e de Alberto Maravilha, todos do clube das limpezas. A corrida deste ano tinha um percurso diferente do habitual. A organização aproveitou para levar os atletas até ao concelho vizinho de Alpiarça, fazendo-os passar pela margem da Barragem dos Patudos, não deixando por isso de ser efectuada num terreno totalmente plano, o que é do agrado da maioria dos participantes.Paulo Guerra não conseguiu bater o recorde da prova, mas apesar do forte calor que se fazia sentir, a corrida decorreu em bom ritmo. Para isso contribuiu a forma como os principais favoritos entraram na corrida. Logo aos dois quilómetros um grupo de dez atletas, onde se incluíam os três da Conforlimpa, veio para a frente e imprimiu um ritmo muito forte que rapidamente fez a selecção dos melhores.A meio do percurso, o grupo da frente ainda continuava com uma dezena de atletas. Mas à passagem dos doze quilómetros Paulo Guerra deu um esticão e o grupo partiu-se. Um quilómetro depois Guerra foi-se mesmo embora e ninguém o conseguiu acompanhar. João Marques e Alberto Maravilha também se foram embora, mantendo-se os dois juntos até à entrada para o último quilómetro, acabando por chegar também isolados à meta.Magdaline Chemjorfoi mais forteNo sector feminino, Magdaline Chemjor teve também uma vitória fácil. A queniana esteve sempre bem distanciada na frente. Fernanda Miranda, do Sporting de Braga, e Clarisse Cruz, do Sporting Clube de Portugal, estiveram sempre muito longe. Por isso a atleta do Quénia limitou-se a manter o seu passo que deu para chegar bem destacada à meta.No final da prova, Magdaline Chemjor confessou que encontrou menos dificuldades do que esperava, e que a sua vitória foi muito fácil. “Nunca esperei vir ganhar a Almeirim. Vim apenas com a intenção de treinar e ganhar experiência pois quero tentar fazer carreira no atletismo em Portugal ou na Europa. Por isso esta vitória, embora fácil, acaba por ser um bom cartão de apresentação para os clubes portugueses”, disse com a satisfação estampada no rosto no final da corrida.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...