uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Pais da Ereira querem mais acompanhamento escolar para os filhos

Actividades de enriquecimento curricular devem arrancar este mês
Edição de 31.10.2006 | Sociedade
Alguns pais de alunos da escola do 1º ciclo da Ereira, Cartaxo, estão descontentes com o atraso na implementação das actividades de enriquecimento curricular naquele estabelecimento de ensino. Assumpção Neto referiu a O MIRANTE que, desde o início do ano lectivo, as crianças saem das aulas às 15h30 e ficam sem vigilância devido à falta de funcionários auxiliares até às 17h30.Os pais referem que, mesmo que se iniciem as actividades de enriquecimento curricular, que incluem aulas de inglês, música e educação física, o pavilhão ao lado da escola não reúne condições para a prática desportiva.Lamentam ainda que o portão da escola não se consiga fechar e que o muro que delimita a escola não tenha mais que meio metro de altura, permitindo que se entre e saia do recinto com facilidade.O vereador da Educação da Câmara do Cartaxo assegura que entre a primeira e a segunda semana de Novembro deverão ter início as actividades de enriquecimento curricular destinadas a cerca de mil crianças de 14 estabelecimentos de ensino básico do 1º ciclo. Em 2005 tiveram início em Janeiro. Pedro Ribeiro recorda que as actividades de educação física das crianças da Ereira se realizaram no pavilhão da Casa do Povo no ano lectivo anterior. E que para este ano estão a ser contactadas associações, instituições e responsáveis dos agrupamentos de escolas para saber quem dispõe de recintos para a prática desportiva e acertar horários. “As inscrições das crianças para o ano lectivo seguinte ocorreram entre Agosto e Setembro e realizámos o concurso público para a prestação destes serviços ao longo de dois meses. É muito difícil fazer coincidir o seu arranque com o do ano lectivo oficial”, explicou.Pedro Ribeiro assegura ainda que se está a trabalhar para que não faltem auxiliares nas escolas. Recorde-se que a Câmara do Cartaxo adjudicou à Escola Internacional de Línguas a prestação de serviços para actividades de enriquecimento curricular na reunião de 9 de Outubro, pelo valor de mais de 200 mil euros.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...