uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Paulo Sequeira

38 anos, Gerente Comercial, Chamusca

“Os não fumadores não podem nem devem ser obrigados a fumar sem querer. As pessoas que fumam não devem ser impedidas de o fazer, mas podem e devem fumar nos locais próprios. Acho que foi uma das leis mais justas que se fez nos últimos anos”

Edição de 07.02.2008 | Agora falo eu
De que é que se mascarou no Carnaval?Não tenho vagar para me mascarar no Carnaval. Já o fiz quando era mais novo. Agora deixo isso para o meu filho, é ele que está na idade de se divertir nessa quadra.Os portugueses pagam demasiados impostos?Nós pagamos carradas de impostos! Quer a nível de pequenas e médias empresas, quer as pessoas da classe média e trabalhadores por conta de outrem, pagam demasiados impostos, para os grandes senhores fugirem com tudo e mais alguma coisa.Acredita que a justiça favorece os mais poderosos?É evidente que os mais poderosos têm sempre meios para contornar a justiça. Basta olharmos para os casos mais mediá-ticos da actualidade, Apito Dourado e Casa Pia. Mas no fundo acredito que os juízes tentam aplicar a justiça da melhor e mais justa maneira que podem.É este ano que o Benfica vai ser campeão nacional?Era uma boa prenda para mim. Mas já não acredito muito nisso. O Porto tem um grande plantel e já tem muito avanço.A entrada de imigrantes em Portugal precisa de ser mais controlada?Talvez sim. Os portugueses também são um povo imigrante, não podemos estar contra a vinda de estrangeiros para Portugal. Mas penso que deve haver um maior controlo, do número e da qualidade de quem entra no país.E os comerciantes chineses são uma ameaça para o comércio tradicional?Se os comerciantes chineses cumprirem as mesmas regras que os portugueses têm todo o direito de vender e a concorrência até será benéfica. O pior é quando não cumprem nenhuma regra e continuam a vender. É uma concorrência desleal.Está preocupado com o futuro do seu filho?Nenhum pai está indiferente aos problemas do mundo e de Portugal. Ninguém espera que o que aí vem seja uma maravilha e todos estamos preocupados com o futuro dos nossos filhos.O que é que faz falta na Chamusca?Emprego. Indústrias que empreguem as pessoas, sobretudo a juventude.O Eco-Parque do Relvão pode ser decisivo para o desenvolvimento do concelho?É a última esperança que tenho para a promoção do desenvolvimento do concelho da Chamusca. Mas vejo com preocupação que se está a construir a casa pelo tecto. Estão a construir-se grandes superfícies comerciais antes de haver desenvolvimento industrial. Vamos ver se isso não será dramático no futuro.Concorda com a nova lei do tabaco?Concordo plenamente. Os não fumadores não podem nem devem ser obrigados a fumar sem querer. As pessoas que fumam não devem ser impedidas de o fazer, mas podem e devem fumar nos locais próprios. Acho que foi uma das leis mais justas que se fez nos últimos anos.O que é que se imagina a fazer daqui por 30 anos?Talvez andar por aí agarrado a uma bengala. Talvez a viver da reforma de uma vida de trabalho. Se ainda houver reforma. Com a política que temos, não sei se quando chegar a essa idade ainda há reformas. Vamos ver.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...