uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Câmara da Barquinha manda tapar indicação do Castelo de Almourol na A23

Câmara da Barquinha manda tapar indicação do Castelo de Almourol na A23

Devido à degradação da principal estrada de acesso ao monumento nacional
Edição de 07.02.2008 | Sociedade
A empresa Estradas de Portugal, responsável pela manutenção do troço da A23 entre Torres Novas e Abrantes, tapou as placas informativas que indicavam o Castelo de Almourol, no nó de acesso às localidades de Tancos e Roda. A decisão foi tomada após solicitação da Câmara de Vila Nova da Barquinha, devido ao mau estado da estrada de acesso ao monumento.Desde meados de Dezembro passado que a indicação de acesso ao Castelo de Almourol, para quem circula na A23, aponta para a saída de Entroncamento/Atalaia e não uns quilómetros mais à frente no nó de Tancos/Roda, cuja placa indicativa foi tapada pela Estradas de Portugal. Uma situação que já gerou incómodos, e mais quilómetros, a alguns turistas.A pedido dos filhos, João Barnabé, morador em Setúbal, tinha decidido fazer um desvio para conhecer o Castelo de Almourol nas mini-férias do Carnaval que levava a família até à Serra da Estrela. Mas acabou às voltas na A23. “Um amigo meu tinha-me dito que a saída para o monumento era no nó de Tancos e por isso fiquei baralhado quando percebi que a indicação tinha sido tapada”. Mas saiu naquele local e, depois de ter perguntado a um morador da Roda o caminho, foi informado de que o melhor seria voltar para trás e sair no nó do Entroncamento, e fazer o percurso pela Estrada Nacional 3, passando por dentro da Barquinha.A não ser, disse-lhe o residente, que quisesse arriscar passar com o automóvel pela estrada que liga a localidade a Tancos. “A distância era muito menor mas o senhor disse-me que podia lá ficar com o carro por causa dos buracos e decidi não arriscar”, conta João Barnabé que acabou por desistir de visitar o monumento. “Não conheço a zona e já estávamos apertados de tempo”, justificou a O MIRANTE, adiantando não perceber porque é que a estrada de acesso ao castelo não foi devidamente arranjada.Contactado pelo nosso jornal o responsável pela Direcção de Estradas de Santarém afirmou que a indicação tinha sido tapada em meados de Dezembro, a pedido da Câmara da Barquinha. E confirmou que o município justificou o pedido devido ao estado degradado da estrada que liga Roda a Tancos, que tem sido alvo de queixas de vários automobilistas. Em Outubro do ano passado o presidente da Câmara de Vila Nova da Barquinha, Miguel Pombeiro (PS) já tinha reconhecido ao nosso jornal o mau estado da via e a impossibilidade financeira de a pavimentar. Na mesma altura Miguel Pombeiro lembrava também que já tinha solicitado à Estradas de Portugal para que mudasse a localização da placa que indica o monumento para o nó da Atalaia. A OMIRANTE o autarca explicava na altura que está a aguardar pela construção de uma nova estrada de ligação à EN3, projectada em 1999, no âmbito da construção do então IP6 (hoje A23). A autarquia incluiu essa mesma estrada no planeamento municipal, mas nunca mais viu sinais de que a actual Estradas de Portugal cumprisse o que estava previsto. O director de Estradas de Santarém, Alcindo Cordeiro, afirma que não existe a previsão de construir qualquer estrada na zona no Plano Nacional Rodoviário.
Câmara da Barquinha manda tapar indicação do Castelo de Almourol na A23

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...