uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Maria Vitória Lopes

Maria Vitória Lopes

Edição de 14.02.2008 | Sociedade
Tem 77 anos e é a madrinha do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca de Xira. Maria Vitória Lopes leva muito a sério a missão para a qual foi incumbida estava ainda no berço. Tinha 20 meses quando o seu pai, Vasco da Rocha Lopes, foi convidado por José Van Zeller Pereira Palha, o então presidente da câmara municipal, para formar um grupo de rapazes para a primeira edição do Colete Encarnado. Em homenagem à figura do seu mais fiel servidor - o Campino - e à tia do edil - Maria do Carmo Palha. O grupo avançou em regime experimental a 16 de Julho de 1932. A Maria Vitória Lopes coube o papel de ser mascote dos forcados. Após o sucesso da estreia o grupo foi fundado a 8 de Outubro. Por altura do aniversário dos cinquenta anos dos forcados , que coincidiu com a despedida de José Carlos de Matos – apelidado pela septuagenária de “herói da resistência” por ter sido cabo do desde 1972 – Maria Vitória Lopes passou de mascote a madrinha, função que desempenha com dedicação há 25 anos. Orgulha-se de estar ao lado dos forcados nas horas de glória e tragédia. Na noite de 7 de Fevereiro fez questão de acompanhar mais um passo da vida longa do grupo que já dobrou os 75 anos. O cabo do grupo, Vasco Dotti, foi distinguido pelo jornal O MIRANTE como personalidade do ano na área da Tauromaquia. O prémio foi dedicado à madrinha e o grupo fez questão de se fazer retratar ao lado da companheira. De uma vida.
Maria Vitória Lopes

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...