uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

“As feiras estão de rastos”

Edição de 28.02.2008 | Economia
A opinião da maioria dos feirantes é unânime. “As feiras estão de rastos” dizem, lamentando-se das vendas serem cada vez menores e das pessoas não darem importância a estes eventos nos tempos que correm. “As feiras perderam o interesse. Uma feira tinha implícito o espírito de se regatear os preços e hoje isso já não se vê”, explicam Clotilde e Francisco Lopes. Vendem flores de estufa e outras que eles próprios produzem. Conhecem melhor que ninguém a Feira de S. Matias. Há mais de trinta anos que são presença no certame e isso vale-lhes clientes fidelizados. “Temos clientes de fora da cidade e que já nos procuram. Confiam em nós e se for preciso deixam-nos aqui os sacos das compras que fazem enquanto vão dar mais uma volta à feira”, explica-nos Clotilde Lopes, que lamenta o mau tempo. O casal diz que as diferenças das feiras de há 30 anos são colossais. “Antigamente vinha-se para a feira com dinheiro no bolso, não havia as superfícies comerciais e as pessoas aproveitavam para comprar na feira coisas que tinham falta para casa, para o enxoval dos filhos. Era um negócio. Só que se tirasse 100 escudos ao preço de alguma coisa já deixava satisfeitos os clientes. As novas gerações deixaram de andar com dinheiro mas com cartões de crédito e aqui nas barracas não se aceita o Visa”.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...