uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Mãos à obra na Plataforma Logística da Castanheira do Ribatejo

Mãos à obra na Plataforma Logística da Castanheira do Ribatejo

Investimento de 265 milhões de euros vai criar 17500 empregos

As obras já começaram e os primeiros armazéns serão comercializados em 2011. A plataforma deverá estar a funcionar em pleno dentro de 10 anos.

Edição de 13.03.2008 | Economia
Um tubo com o protocolo e capas de vários jornais nacionais e regionais, incluindo O MIRANTE, colocado pelo primeiro-ministro José Sócrates numa caixa assinalou o lançamento simbólico da primeira pedra da plataforma logística Lisboa-Norte, em Castanheira do Ribatejo, na manhã de terça-feira, 11 de Março. As obras foram adjudicadas de imediato e as máquinas já estão a trabalhar no terreno que se estende por uma área de 100 hectares entre a central termoeléctrica do Carregado e a nova estação de caminho de ferro.O investimento anunciado é de 265 milhões de euros e, segundo a Abertis Logística, serão criados 17.500 postos de trabalho sendo cinco mil directos. Os primeiros armazéns começam a ser comercializados em 2011 e o projecto estará concluído no prazo de 10 anos. Josep Canós, director-geral da Abertis logística explicou que a plataforma vai oferecer armazéns modernos e versáteis numa área de construção de 500 mil metros quadrados (mais de 50 campos de futebol). A presidente da câmara, Maria da Luz Rosinha congratulou-se pelo facto de o concelho acolher um espaço modelar que vai contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento económico da região e do país. A autarca prometeu ficar vigilante durante a realização da obra e manifestou confiança na declaração de impacte ambiental que define as regras a seguir na realização dos trabalhos em terrenos sensíveis. Porque o terreno está numa zona inundável, a primeira fase da obra contempla “um aterro delicado” que a Abertis garante estar a ser feito com “terras de qualidade retiradas das pedreiras de Alenquer”.Salvador Alemany, presidente da Abertis Logística sublinhou que o grupo está disposto a vestir o colete encarnado, símbolo de Vila Franca, para concretizar com sucesso o projecto. O administrador espanhol citou Alves Redol como impulsionador do movimento Neo-Realista, e Álvaro Guerra, escritor e diplomata natural de Vila Franca, para depois referir que aqueles que criticam o projecto e têm receios irão certamente mudar de opinião quando notarem o impacto que vai ter no desenvolvimento da região e do país. O primeiro-ministro foi o rosto mais visível da esperança e confiança no projecto. José Sócrates referiu que é um elemento modernizador da economia e que representa a confiança dos investidores estrangeiros em Portugal.“Estou aqui para sublinhar a importância deste investimento nesta plataforma logística”, afirmou.O líder do governo destacou a importância que o investimento empresarial estrangeiro tem para a economia portuguesa, salientando que Portugal precisa de investimento modernizador e que dê emprego às pessoas.“Queremos que este investimento ande depressa porque há muita gente a querer trabalhar”, frisou.
Mãos à obra na Plataforma Logística da Castanheira do Ribatejo

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...