uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Miguel Canela

35 anos, dentista, Almeirim

“Considero que se Almeirim se transformar numa cidade dormitório não se vai muito longe. Almeirim é uma cidade rural, e devemos manter essa identidade, ser genuínos”

Edição de 30.04.2008 | Agora falo eu
Para ser bom português é preciso saber apreciar vinhos?Não! Essa é, ou deve ser, uma qualidade universal. Embora seja mais inerente a povos historicamente produtores de vinho. O que significa para si o 25 de Abril?Um dia de grande mudança na sociedade portuguesa. Uma viragem no sentido da liberdade social. A revolução de Abril marca sobretudo a abertura de Portugal ao mundo e o final de um regime virado principalmente para dentro do próprio país. O que leva um ribatejano a mudar-se para o Alentejo?Uma alentejana…O Alentejo é melhor?Essa região do país tem coisas que me agradam. As pessoas são muito puras, sem maldade, coisa que já pouco se encontra no Ribatejo ou noutras regiões do país. O Alentejo tem também paisagens deslumbrantes, mas mesmo assim, e puxando a brasa à minha sardinha, continuo a preferir a lezíria. Os centros de saúde deviam ter dentistas?A saúde oral não pode ser retirada do conceito geral de saúde, mas no caso do Serviço Nacional de Saúde português é isso que acontece. O acesso à saúde oral deve ser equivalente ao de qualquer outra valência médica e por isso deviam existir dentistas no sector público.Alguma vez comprou um livro de poesia?Já li poesia mas os livros foram-me oferecidos. Gosto bastante de Pablo Neruda e Herberto Hélder.Porque é que acontecem casos de indisciplina e agressões nas salas de aula?Porque as crianças são por norma indisciplinadas. E isso faz parte da natureza humana. Na adolescência, em que se põe tudo e todos em causa e se exploram os limites do correcto ou do aceitável, se não forem bem estabelecidas as regras, o mais provável é que esses limites sejam ultrapassados. A indisciplina sempre existiu, mas tal como qualquer outro fenómeno social hoje é bem mais mediatizado.O que se imagina a fazer daqui por 20 anos?Basicamente o mesmo, mas com menos genica. Faço o que gosto. Talvez tenha mais tempo livre para descobrir outras coisas. Talvez a poesia. Imagino que nessa altura já haja tele-transporte, o que vai dar um grande jeito.O que é que mudava em Almeirim?Apostava mais na vertente turística. A gastronomia e o vinho são patrimónios demasiado valiosos para serem descurados. O aproveitamento turístico desse património deve ser seriamente reforçado. Considero que se Almeirim se transformar numa cidade dormitório não se vai muito longe. Almeirim é uma cidade rural, e devemos manter essa identidade, ser genuínos. Gostava de ser milionário?Adorava não ter que me preocupar com dinheiro.As oportunidades estão nas grandes cidades?A diferença é abismal. Mas acredito que as oportunidades podem ser procuradas em praticamente toda a parte. Para isso é preciso empenho e imaginação, ser ousado e original, o que pode fazer a diferença.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...