uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Uma manhã com Emílio Peixe na semana da Escola Mem Ramires

O ex-futebolista falou com os alunos das suas experiências na alta competição
Edição de 30.04.2008 | Desporto
“Todos vocês sonham em ser futebolistas profissionais, mas também sabem que não é possível, por isso o meu principal conselho vai para que se concentrem nos estudos, porque é daí que podem adquirir conhecimentos e formação para a vida futura, que muito dificilmente andará de mãos dadas com o futebol profissional”. Foi com estas palavras que o ex-futebolista internacional Emílio Peixe iniciou a sua conversa com os jovens alunos da Escola Mem Ramires, em Santarém.Emílio Peixe esteve na Escola Mem Ramires para conviver com os alunos no âmbito da Semana da Escola que decorreu de 21 a 24 de Abril, com actividades para todos os gostos, e foi muito acompanhada pelos professores, alunos e encarregados de educação.O ex-futebolista, um dos poucos jogadores que vestiu as camisolas dos três principais clubes portugueses, Sporting, Benfica e Porto, é agora treinador das selecções de formação da Federação Portuguesa de Futebol. Foi nessa qualidade que esteve na Escola Mem Ramires, a convite do estabelecimento de ensino feito através da Associação de Futebol de Santarém.Segundo o presidente da Escola Mem Ramires, António Pedro, todas as áreas da escola mostram as suas preciosidades durante esta semana cultural, com acções que mostrem um ensino mais prático e mais apelativo aos alunos, e que ao mesmo tempo tenha a capacidade de atrair para a escola os encarregados de educação envolvendo-os nas actividades ministradas, e cativar mais os alunos para este tipo de aprendizagem.“A vinda do Emílio Peixe, tem como objectivo chamar a atenção para os alunos de que mesmo para ser futebolista é necessário muito trabalho, muita dedicação e muita disciplina nas suas actividades para chegar aos seus objectivos”, referiu António Pedro, acrescentando que por isso a vinda de alguém que foi uma referência a nível nacional é importante para os esclarecer.A Semana da Escola tem estado a correr sobre rodas, António Pedro mostrou-se satisfeito com o empenho que todos têm dedicado às actividades, que têm sido muitas, quer nos ateliers quer nas situações práticas. “No desporto tem tido uma actividade intensa, para além da presença de Emílio Peixe, tivemos também a presença da equipa de ciclismo do Sport Lisboa e Benfica, que acompanhou um numeroso grupo de alunos num passeio de BTT até Valada, e estivemos no CNEMA com o Clube de Rugby de Santarém, numa bonita demonstração da modalidade”, referiu.Curiosamente na conversa com Emílio Peixe os jovens não estavam muito voltados para as perguntas, nem mesmo quando ficaram a saber que o ex-futebolista tinha sido considerado o melhor jogador do Campeonato do Mundo de sub-20 que Portugal venceu, com uma equipa que tinha jogadores como Luís Figo, Rui Costa e João Pinto, soltaram a língua. Por isso acabou por ser o ex-jogador a contar a sua própria experiência.“Para se ser futebolista profissional é preciso trabalhar muito, dos muitos jovens que fazem a sua formação, poucos conseguem ir muito além, Figos ou Cristiano Ronaldo não aparecem todos os dias. Eu próprio que fui considerado o melhor jogador no Mundial, nunca atingi a craveira desses grandes futebolistas, e não foi por falta de vontade de trabalhar, mas porque são muito poucos que conseguem atingir níveis tão elevados”, referiu.No final e depois dos aplausos, Emílio Peixe juntou-se aos jovens estudantes e professores num renhido jogo de matraquilhos humanos. E António Pedro mostrou a sua satisfação com a forma como a semana da escola está a decorrer. “Tudo tem decorrido de forma espectacular, os pais têm estado connosco, e nós temos conseguido mostrar que a Mem Ramires está viva, que conta com muito bons profissionais a todos os níveis, mostrando assim que nem tudo é mau dentro do ensino”, disse a terminar.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...