uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Os pais e os palavrões no futebol juvenil

Edição de 30.04.2008 | O Mirante dos Leitores
Do que eu gosto mesmo é de ver alguns pais tão preocupados com a educação que é dada aos seus filhos nas escolas. E que tal uma disciplina de palavrões logo no ensino básico? Assim certos pais escusavam de gritar tanto nos jogos dos miúdos para lhes ensinarem os insultos necessários à boa prática da modalidade. Já não me lembro bem como é aquela frase pomposa que os políticos, treinadores e educadores costumam citar mas acho que é mais ou menos assim: “o desporto é uma escola de virtudes”. O desporto pode ser mas os jogos de futrebol entre miúdos, com adultos nas bancadas a vociferar carvalhadas bravas e treinadores a fazer o mesmo no banco da equipa...mas não vale a pena apontar o dedo a ninguém. Isto é o reflexo da situação que temos. Quando eu era nova dizíamos que o pessoal do Norte, em cada duas palavras dizia três asneiras. Agora a doença estendeu-se a todo o território nacional. Depois do nemátodo do pinheiro temos o nemátodo do carvalho!!CelesteParece-me que este é um problema que deveria ter mais atenção por parte dos media. Sou mãe de uma criança de 9 anos “jogador de futebol” e estou demasiado perplexa. Assisto regularmente a jogos destas faixas etárias e são os treinadores os primeiros a utilizar esta linguagem vernácula, sem que os dirigentes dos respectivos clubes façam algo ou tenham em atenção o tipo de pessoas que seleccionam para treinar crianças. Treinar também é educar e deverão ser os adultos a dar o exemplo.Anabela Cadete

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...