uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Receitas dos leilões contribuem para melhorar a vida de quem mais precisa

Três colchões e seis camas articuladas foram entregues pela Câmara da Chamusca
Edição de 30.04.2008 | Sociedade
Três colchões tripartidos, três camas articuladas manuais com guardas laterais e três camas articuladas manuais foram entregues a 26 de Abril a pessoas carenciadas do concelho da Chamusca. Uma medida no âmbito do protocolo de parceria entre a Câmara Municipal da Chamusca e o Centro de Saúde local. O acto solidário resultou, mais uma vez, dos 25 por cento das verbas realizadas nos leilões de velharias e produtos fora de uso que a Câmara da Chamusca tem continuado a efectuar, apesar das críticas de alguns elementos da oposição. O valor dos materiais agora entregues, avaliados em 2.400 euros, beneficiou utentes que estavam muito necessitados. “Foi necessário adquirir este material com urgência, porque as disponibilidades do Centro de Saúde da Chamusca estavam todas ocupadas, e estas pessoas, que já estão a usufruir dos materiais, estavam necessitadas deles”, referiu o presidente da Câmara Sérgio Carrinho. Amândio Casaca foi um dos contemplados com uma das camas articuladas. Foi uma neta que esteve na câmara na cerimónia de entrega dos documentos de entrega. E não escondeu a emoção. “Este equipamento veio ajudar o meu avô, acamado de longa duração, a viver um pouco melhor, e também a nós que o ajudamos no seu dia a dia. Estamos todos muito agradecidos” referiu. Luís Brás, vitimado por um acidente que o obriga a usar um aparelho cervical, de noite e de dia, foi outro dos contemplados. Fez questão de se deslocar até à câmara para receber o diploma e agradecer o empréstimo da cama articulada. Mas a cerimónia foi muito rápida e quando chegou já tinha acabado. Sérgio Carrinho lembrou que este gesto é uma coisa pequena, como pequenas são as verbas conseguidas na venda de “trastes velhos”. Mas é “emocionante” como um pequeno gesto pode ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas com limitações. O autarca agradeceu ainda a colaboração “inestimável” das pessoas do Centro de Saúde da Chamusca, entidade que faz a gestão dos materiais. E distinguiu também o facto de haver muitas pessoas a entregar coisas para leiloar. “Porque sabem que uma parte do dinheiro que daí sai volta de novo para o bem-estar da população”, frisou.A enfermeira chefe do Centro de Saúde de Chamusca revelou que a disponibilização destes materiais por parte da câmara tem sido muito importante. “Infelizmente há muita gente carenciada destes materiais no concelho. E mesmo connosco a fazermos uma gestão muito cuidada, tudo o que existia no centro de saúde já estava ocupado e estas pessoas estavam mesmo muito necessitadas”, referiu em jeito de agradecimento à autarquia.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...