uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Zagucho Serafim das Neves

Zagucho Serafim das Neves

Edição de 03.07.2008 | E-mails do outro mundo
Estou como tu. Não percebo porque não foi dada a possibilidade aos criminosos de referendar a nova prisão de Fazendas de Almeirim. É por estas e por outras que a democracia está de rastos. Ainda por cima neste caso nem sequer tínhamos irlandeses para dizer que não. A única desculpa que eu posso aceitar é que com as burocracias todas o referendo ia calhar em Agosto. Se foi por isso eu calo-me. Fazer alguém trabalhar em Agosto é um crime, nem que seja para referendar uma prisão. Realmente, quem ordenasse tamanha barbaridade merecia castigo grave. Ser obrigado a ouvir o Presidente da Assembleia Municipal, Armindo Bento, a falar de leis, durante vinte e quatro horas, por exemplo.Já agora uma outra coisa. Consegues explicar-me como é que o Moita Flores, com tantos programas de televisão e conferências, conseguiu arranjar tempo para ser o orador principal no debate sobre a localização da prisão? Eu tenho uma teoria mas até estou com medo de a revelar. Deus me ajude. Aqui vai! Eu acho que o Moita Flores tem vários sósias. Não fiques espantado nem me chames maluco. Em vez disso pensa duas vezes e diz-me se a minha teoria tem fundamento ou não tem. Deus que é Deus poderá estar em toda a parte ao mesmo tempo mas o Moita Flores ainda não é Deus, embora ele próprio já tenha estado mais longe de acreditar que é. Seja como for, se não é Deus e não tem o dom da ubiquidade, é mais que certo que tem sósias para poder estar em tanto lado ao mesmo tempo. E há outra coisa. Tu já reparaste que ele às vezes diz uma coisa e oito dias depois diz outra diferente? Eu nem devia falar nisto porque amanhã tenho cá uma resposta à Moita Flores a dizer que o burro sou eu, que até fico com as orelhas a arder. Mas aquilo só acontece porque os sósias têm o mesmo aspecto mas não têm a mesma inteligência. Então?!! O que achas???E o que me dizes da proibição de transmitir touradas na televisão antes das dez e meia da noite. Finalmente há alguém em Portugal que está a fazer alguma coisa pela tauromaquia. Aquilo andava muito por baixo. Eu que consulto regularmente as tabelas de audiências das televisões andava desolado por nunca ver uma tourada nos dez primeiros lugares mas agora a coisa vai mudar. O fruto proibido é o mais apetecido. Até há aquela história das batatas que, como sabes, foram trazidas da América. Como cresciam debaixo da terra o povo dizia que eram frutos do Diabo e recusava comê-las. Um dia alguém se lembrou de colocar ao lado de um batatal uma placa a dizer: “Poibido”. No dia a seguir a batata estava no topo das preferências gastronómicas. Um dia destes as touradas estão à frente do futebol e das novelas, vais ver!!! Eu que nem gostava de touradas agora dou por mim bem instalado a ver aquilo na televisão. Como tem bolinha vermelha e tudo estou sempre à espera que apareça alguma vaca nua na altura da recolha do toiro aos curros. É superior às minhas forças. Está-me na massa do sangue. Lembro-me dos meus tempos de adolescente, quando o meu pai decidiu proibir-me de entrar em casa depois das dez da noite. Passei a entrar sempre depois das três da manhã. Sabe Deus o que aquilo me custava, principalmente de Inverno. Como os meus amigos iam para casa por volta das onze, eu ficava a vaguear pelas ruas horas seguidas. Chegava enregelado. O que vale é que as tareias que o velho me dava me aqueciam rapidamente.Um abraço com palmadas na lombeiraManuel Serra d’Aire
Zagucho Serafim das Neves

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...