uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

“Tive uma filha presa mas não sou delinquente”

Sousa Gomes responde a eleito da CDU que diz que famílias são iguais aos presos
Edição de 03.07.2008 | Política
O presidente da Câmara de Almeirim revelou publicamente na sessão da assembleia municipal de sexta-feira, 26 de Junho, que há uns anos teve uma filha presa. Sousa Gomes explicou que ela foi apanhada pelo vício da droga e esteve reclusa em Espanha com outra pessoa do concelho. O autarca falou no seu caso pessoal para responder ao eleito da CDU, José Alfaiate, que na sua intervenção sobre a instalação do estabelecimento prisional em Paço dos Negros disse que os familiares que visitam os presos têm características semelhantes às destes. Sousa Gomes, que falou de pé “para que todos olhem bem para mim”, declarou que foi várias vezes à cadeia a Espanha visitar a filha e que nunca foi considerado um delinquente. “Deram-me liberdade para entrar e sair”, argumentou. A terminar, referindo-se à intervenção do presidente da Câmara de Santarém, Moita Flores (PSD), que num debate em Paço dos Negros sobre a prisão disse à população que “se o presidente não presta corram com ele”, Sousa Gomes respondeu: “Que corram comigo porque sou delinquente”. A intervenção do presidente da Câmara de Almeirim foi aplaudida de pé por alguns eleitos do PS na assembleia municipal. O que valeu uma repreensão do presidente da mesa que recordou que nem os deputados municipais nem o público se podem manifestar durante as sessões. Armindo Bento chegou a dizer que assim tinha que “comunicar este desacato ao Ministério Público”. “Esta é a casa da democracia, temos que dar o exemplo ao munícipes, tenham ética”, disse o presidente da assembleia. Recorde-se que Armindo Bento e Sousa Gomes há algum tempo que têm divergências pessoais.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...