uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Festas do Porto Alto com artistas de topo e largadas de toiros

Quim Barreiros, José Malhoa, Ruth Marlene e Quinta do Bill

A festa organizada por um conjunto de voluntários custa mais de 70 mil euros e a organização espera receber milhares de pessoas.

Edição de 10.07.2008 | Cultura e Lazer
No Porto Alto, Samora Correia está quase tudo pronto para receber as Festas em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe que decorrem de 17 a 21 de Julho. A festa é religiosa mas o pagão preenche a maior parte do programa e logo no primeiro dia, quinta-feira, Quim Barreiros promete canções brejeiras como: “Quero cheirar teu bacalhau”. A organização abriu os cordões à bolsa e contratou artistas de topo. Na sexta-feira será Ruth Marlene, no sábado os “Banza”, domingo actua José Malhoa e a festa encerra com um concerto com os Quinta do Bill na segunda-feira. Todos os espectáculos serão às 23h00. “Estamos a tentar valorizar a festa. Fazemos um grande esforço financeiro e esperamos ter mais pessoas no Porto Alto”, explica Carlos Falua, coordenador da organização que tem a chancela da Associação Recreativa do Porto Alto (AREPA).Cinco largadas de toiros, com oito toiros da ganadaria José Dias, fazem as delícias de centenas de aficionados que vão encher a manga da Rua da Liberdade. Carlos Falua destaca ainda a manhã de sábado dedicada aos campinos com provas de perícia e velocidade e o cortejo etnográfico às 16h00 com campinos, cavaleiros, ranchos folclóricos, banda de música e fanfarra. Na noite de sábado, há sardinha assada pão e vinho gratuitos para milhares de visitantes e a animação é diversificada com fado, folclore e música de baile.O domingo é o dia religioso da festa com eucaristia e procissão em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe, a padroeira da festa. Os mais crentes pagam promessas e num ambiente de fé e devoção integram o cortejo nas ruas da localidade.A festa vai custar mais de 70 mil euros. É o maior orçamento de sempre no Porto Alto. João Vilagelim, da organização, realça a boa colaboração dos habitantes e comerciantes da localidade que já permitiu arrecadar mais de seis mil euros. A publicidade, o apoio das empresas e da Câmara Municipal de Benavente e a receita dos espaços de venda são fundamentais para garantir a receita para custear a festa. “Esperamos que as pessoas continuem a ajudar”, referiu o organizador. A comissão organizadora composta por um conjunto de voluntários da terra está empenhada em proporcionar “a melhor festa de sempre” no Porto Alto.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...