uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Nuno Casquinha triunfa na Corrida do Colete Encarnado em Vila Franca

Nuno Casquinha triunfa na Corrida do Colete Encarnado em Vila Franca

Público compareceu e incentivou jovens novilheiros vila-franquenses
Edição de 10.07.2008 | Cultura e Lazer
O novilheiro Nuno Casquinha foi o triunfador da I Grande Corrida TV Lezíria no domingo em Vila Franca de Xira. Numa entrega total, cheio de ganas, o jovem vila-franquense realizou uma lide notável no último toiro da tarde saiu com uma calorosa ovação. Menos sorte teve António João Ferreira ‘Tójó’ que esteve bem no primeiro toiro que lhe coube, mas não se entendeu com o segundo. Um toiro complicado que dificultou a lide do toureiro de Vila Franca. Tójó chegou mesmo a ser colhido junto às tábuas, terminando a lide em dificuldade. Merecia mais o jovem que se despediu da condição de novilheiro e vai tirar a alternativa como matador de toiros no dia 22 de Julho em Mont-de-Marsans (França). O público de Vila Franca mostrou que está com a jovem promessa do toureio e aplaudi-o sem reservas. Os cavaleiros Luís Rouxinol e Rui Fernandes abriram a corrida com uma lide a duo que deixou bons momentos e emoção. Os artistas revelaram entendimento e, cada um ao seu estilo, deixaram ferros de belo efeito. A solo, Rouxinol esteve melhor. O cavaleiro de Pegões teve uma lide em crescendo, sem o brilho que lhe é habitual, e fechou com um emotivo par de bandarilhas. Rui Fernandes não vai ter saudades da sua passagem pela Palha Blanco onde ouviu assobios injustos depois de adiar por duas vezes uma sorte de câmbio. O cavaleiro esforçou-se e acabou a lide com um ferro de belo efeito, mas sem vislumbrar. O curro da ganadaria de Carlos Falé Filipe estava bem apresentado, apesar de alguns toiros terem menos de 500 quilos e não encherem o olho de alguns aficionados. Os toiros da lide a cavalo não facilitaram a vida dos forcados de Vila Franca. Diogo Pereira fez a melhor pega da tarde e a única à primeira tentativa. Bruno Casquinha (segunda) e Ricardo Patusco (terceira), tiveram maior dificuldade, mas justificaram os aplausos do público, sempre carinhoso com os forcados da terra.A corrida montada pelo empresário Manuel Gonçalves foi uma organização da Casa de Pessoal da RTP, mas não teve transmissão em directo na televisão pública.Com três quartos da praça preenchidos, a corrida do Colete Encarnado foi mais um sinal de vivacidade da cultura tauromáquica de Vila Franca encerrando um ciclo de duas semanas em que a festa brava esteve em alta na cidade.
Nuno Casquinha triunfa na Corrida do Colete Encarnado em Vila Franca

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...