uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Associação de Valada notificada para pagar quase 11 mil euros às finanças

Associação de Valada notificada para pagar quase 11 mil euros às finanças

Fisco reclama parte da dívida a cooperativa de construção que entrou em processo de falência

A Câmara do Cartaxo promete agora transferir as verbas necessárias para a Associação O Tejo, responsável pelo Centro de Dia e ATL de Valada, evitar a penhora de bens.

Edição de 09.07.2008 | Sociedade
A Associação O Tejo – Centro de Dia e ATL de Valada, no concelho do Cartaxo, recebeu no final de Junho uma notificação das Finanças de Alpiarça para liquidar uma dívida de 10.764,65 euros no prazo de 30 dias. O documento foi emitido pelas Finanças de Alpiarça, organismo credor da cooperativa de construção Planotejo que construiu o Centro de Dia de Valada e entretanto entrou em processo de falência.O presidente da associação, que também é adjunto do presidente da Câmara do Cartaxo, confirma a notificação. Carlos Cláudio admite que ainda existe uma dívida com o empreiteiro no valor de cerca de 24 mil euros, alegadamente resultante de vários percalços por que passou a fase final de construção do centro de dia, respeitantes à certificação da sua instalação eléctrica. “Houve várias deficiências de construção e tivemos de recorrer a outra empresa para vermos o trabalho concluído e o espaço licenciado. No total foram saldados 387 mil euros à empresa e ficaram esses 24 mil euros por liquidar”, explica Carlos Cláudio.Apesar de a associação ser a dona da obra, é à Câmara do Cartaxo que compete pagar a totalidade dos trabalhos não comparticipados pelo Estado. Carlos Cláudio diz ter remetido a informação para a autarquia para que se possa sanar o problema de vez.A vereadora da Câmara do Cartaxo com o pelouro da Administração e Finanças, Rute Ouro (PS), disse a O MIRANTE que a autarquia já recebeu a informação e que vai enviar a verba para que possa ser liquidada a dívida às Finanças, não confirmando se o montante global da dívida ascende a 24 mil euros. “Estamos a meio do estudo financeiro que encomendámos para pagar todas as dívidas da câmara que datam até 31 de Dezembro de 2007 mas vamos proceder já a esse pagamento”, refere a eleita socialista, lembrando que o estudo financeiro tem de ser aprovado por câmara, assembleia municipal e merecer visto do Tribunal de Contas. Já dia 27 de Junho o deputado do PSD na assembleia municipal, Pedro Barata, tinha pedido esclarecimentos ao executivo a propósito de uma alegada penhora. Recorde-se que a Planotejo reclamava à autarquia, por via da Associação O Tejo, o pagamento de 69 mil euros (ver edição 20 Junho 2007) ainda referentes à empreitada de construção do Centro de Dia de Valada. Na altura, o presidente da Câmara do Cartaxo dizia a O MIRANTE que todas as verbas tinham sido saldadas e o “problema resolvido”.
Associação de Valada notificada para pagar quase 11 mil euros às finanças

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...