uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
População de Alviobeira quer IC3 mais afastado das suas habitações

População de Alviobeira quer IC3 mais afastado das suas habitações

Secretário de Estado deslocou-se a Tomar para apresentar a Concessão Pinhal Interior
Edição de 09.07.2008 | Sociedade
O secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas, Transportes e Comunicações deslocou-se dia 2 de Julho a Tomar para anunciar o lançamento do concurso público internacional que abrange toda a concessão rodoviária do Pinhal Interior e confrontou-se com as preocupações dos moradores de Alviobeira, que querem o traçado do IC3 mais afastado das suas casas. O traçado do IC3 nas freguesias de Casais e Alviobeira, contrariamente ao que pretendiam os habitantes, recebeu parecer favorável, em fase de estudo prévio, para passar pelo lado nascente de Alviobeira. Os populares preferiam que o troço fosse construído a poente da aldeia, em zona integrada em Rede Natura mas a hipótese foi afastada.Essa medida irá provocar grande impacto nas duas povoações uma vez que poderá implicar a demolição de algumas casas e que a via rápida passe a poucos metros de outras. João Veríssimo diz que pelo actual projecto o IC3 vai passar a cerca de 20 metros da sua habitação. Por isso, assim que terminou a cerimónia trocou durante largos minutos impressões “a quente” com o secretário de Estado Paulo Campos.Antes da sessão, onde esteve presente todo o executivo camarário de Tomar, empresários e representantes de diversos quadrantes políticos e sociais, o presidente da Junta de Freguesia de Alviobeira, Fernando Nunes (PS), também trocou algumas impressões com Paulo Campos, entregando-lhe uma carta dando conta da opinião dos moradores que representa. A missiva defendia, em alternativa ao determinado no estudo prévio, a construção de um nó junto ao cruzamento para as Aboboreiras. Apesar de se dizer sensível aos apelos dos populares, o secretário de Estado tratou de avisar que este “é um investimento que não terá retrocesso”. O presidente da Câmara de Tomar, Corvelo de Sousa (PSD), na sua intervenção inicial, pediu igualmente aos responsáveis presentes que reduzissem “ao mínimo” os inconvenientes que este traçado possa causar às populações. O autarca acrescentou que a câmara municipal vai fazer tudo o que for possível “para influenciar o desenho definitivo da estrada” e para que “ninguém saia prejudicado”. Após ter ouvido o conjunto de apelos, Paulo Campos salientou que o projecto está ainda numa fase de estudo prévio. A única garantia dada pelo secretário de Estado foi a de que será escolhida a proposta a concurso que apresente as melhores soluções para o bem-estar das populações. 567 Km de estradaLançada a 14 de Junho deste ano, a Concessão Pinhal Interior contempla, entre outras vias, a construção do IC3 Tomar/Coimbra. Terá uma extensão total de 567 km, entre lanços para construção (173 km), para requalificação (135 km) e para exploração (229 km), a que corresponde um investimento de 772 milhões de euros. Esta concessão abrange os distritos de Coimbra, Leiria, Castelo Branco e Santarém. Os concelhos directamente beneficiados são: Tomar, Ferreira do Zêzere, Sertã, Oleiros, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão, Alvaiázere, Ansião, Penela, Castanheira de Pêra, Condeixa-a-Nova, Figueiró dos Vinhos, Miranda do Corvo, Lousã, Góis, Arganil, Coimbra, Pombal, Vila de Rei, Pampilhosa, Pedrógão e Sardoal, servindo mais de 400 mil habitantes. Prevê-se que a adjudicação da Concessão do Pinhal Interior ocorra no primeiro trimestre de 2009, devendo estar concluída no primeiro trimestre de 2012. A Estradas de Portugal assumirá a gestão do projecto.
População de Alviobeira quer IC3 mais afastado das suas habitações

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...