uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
João Cutileiro exibe a voluptuosidade do corpo feminino em Tomar

João Cutileiro exibe a voluptuosidade do corpo feminino em Tomar

Conceituado escultor inaugura a sua primeira exposição na cidade nabantina

A mostra pode ser visitada até 28 de Setembro na galeria dos Paços do Concelho. Obras incidem na temática do nú feminino.

Edição de 17.07.2008 | Cultura e Lazer
Doze desenhos, cinco esculturas em mármore e quatro guerreiros em pedra são as obras do escultor João Cutileiro que podem ser apreciadas na galeria situada nos Paços do Concelho, em Tomar. Os trabalhos em exposição, quer na escultura ou no desenho, estão predominantemente centrados na figura feminina e na expressão de um erotismo livre de tabus e moralidades, empenhado em despertar no espectador uma atitude de contemplação e surpresa. “Tanto ou mais do que o modelo, é o próprio artista que é revelado nos seus desenhos. O seu prazer é o seu rigor. E assim, Cutileiro ensina-os que a volúpia é uma forma de conhecimento”, refere Rui Mário Gonçalves, crítico de arte premiado, presente na inauguração da mostra. João Cutileiro contou a O MIRANTE que já tinha passado “uma ou duas vezes por Tomar” mas só agora, a pretexto da sua exposição inaugurada no domingo, 13 de Julho, conseguiu conhecer melhor a cidade templária. Para além da Casa das Ratas (ver caixa) o escultor gostou particularmente de conhecer um pouco melhor o Convento de Cristo. “É fabuloso. Nunca pensei que ia gostar tanto de um monumento tão clássico da cultura portuguesa”, atesta. Curiosamente, a nível do distrito, só no concelho de Torres Novas se podem encontrar obras de arte pública de João Cutileiro. A começar pelo D. Sancho, à entrada do Castelo. O escultor conta ainda que o S. Sebastião, com cerca de dois metros de altura, que se pode encontrar na Zibreira, também é da sua autoria e que tem ainda duas obras nos jardins da Área de Serviço de Torres Novas-Santarém.Mas a obra de João Cutileiro mais recentemente implantada em Torres Novas foi, em Julho de 2004, o monumento ao trabalhador, com o qual o município torrejano pretende homenagear todos os assalariados. A escultura era para ficar na pequena rotunda entre a Avenida João Martins de Azevedo e o Viaduto do Rio Frio mas João Cutileiro é avesso a rotundas decoradas com esculturas. “Utilizei o argumento das empresas seguradoras que pagavam muito dinheiro para não verem aquela escultura no meio da rodela. Se houver um acidente não se pode atravessar a rotunda ao meio, não é?”, argumenta. O artista levou a sua avante e o monumento acabou por ser fixado junto à ponte do Raro, em Torres Novas. A exposição de João Cutileiro, a trigésima mostra que a Galeria dos Paços do Concelho acolhe, dinamizada pelo Núcleo de arte Contemporâneia (NAC), pode ser visitada até dia 28 de Setembro.
João Cutileiro exibe a voluptuosidade do corpo feminino em Tomar

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...