uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Situação do União de Chamusca discutida em assembleia-geral

Mobilização dos sócios é decisiva para evitar o fecho de portas
Edição de 17.07.2008 | Desporto
A crítica situação que grassa no União Desportiva de Chamusca vai ser discutida em assembleia-geral, marcada para as 21h00 do dia 25 de Julho, na sede do clube. É uma reunião de capital importância para o futuro do popular clube chamusquense, daí o apelo à participação massiva dos sócios.Com o pedido de demissão dos actuais dirigentes, o clube está parado e corre mesmo o risco de encerrar portas. Embora os dirigentes que se encontram em gestão recusem prestar declarações, O MIRANTE apurou que os problemas mais graves se prendem com a penhora interposta pela empresa que colocou o sintético no campo de futebol.Os atrasos na disponibilização das verbas do financiamento por parte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional também terá lançado uma grande pressão sobre os dirigentes, que para pagar uma primeira tranche das obras tinham assinado uma letra que têm sido obrigados a reformular, obrigando a um grande dispêndio de dinheiro só para pagar os juros.Para além destas situações há um possível atraso da Câmara Municipal da Chamusca no pagamento dos subsídios atribuídos, situação que a autarquia diz estar regularizada, indo mesmo mais longe ao garantir que tem cumprido todos os compromissos assumidos. Os problemas teriam levado a que os ainda dirigentes fossem obrigados a passar cheques pré-datados para pagamento dos subsídios a alguns jogadores, que agora se estão a vencer e terão obrigado os dirigentes a terem que avançar com o dinheiro das suas próprias contas.Os dirigentes não confirmam estes dados, remetendo para a assembleia os esclarecimentos sobre a vida do clube. A Assembleia vai servir também para a apresentação do relatório e contas. E tem como ponto principal a eleição de novos corpos gerentes.A próxima época desportiva já está bastante comprometida, principalmente no que diz respeito ao futebol sénior. É por isso de extrema importância que os sócios se mobilizem e encontrem soluções para a direcção do clube, porque de outro modo até o futebol jovem e toda a vida do União Desportiva de Chamusca pode estar em risco.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...