uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Fazer amigos e passar o tempo nas Férias Desportivas de Azambuja

Fazer amigos e passar o tempo nas Férias Desportivas de Azambuja

Este ano a Câmara Municipal organizou o programa com transportes e almoço
Edição de 17.07.2008 | Sociedade
Com a euforia típica dos mais novos e trajados com o rigor que o desporto pede, os participantes da 7ª edição do Programa Férias Desportivas do Verão da Câmara de Azambuja, enchem de energia e barulho o Pavilhão Municipal.Organizados em grupos, os participantes mais velhos destas ‘Férias ’ - entre os 11 e os 16 anos - oriundos de todos os estratos sociais, espalham-se pelo pavilhão consoante a modalidade que praticam. Segunda-feira, foi o dia do badminton, da ginástica e da escalada. O Renato, que passou para o 8º ano diz que se inscreveu porque nas férias não tem nada para fazer e ali sempre pode encontrar amigos. Todos encontram nesta oportunidade um espaço para aperfeiçoar conhecimentos e entregar-se a uma boa iniciativa. Reconhecem que a actividade física permite aos adolescentes libertarem-se do stress do quotidiano. Fazer desporto e amigos, passar o tempo e porque é divertido, são os argumentos mais ouvidos. A maioria dos jovens faz desporto todo o ano (nas aulas de Educação Física), e foi por iniciativa própria que pediu aos pais os 18 euros da inscrição. Há quem também aproveite para ver se arranja namorico. Mas como nestas coisas de coração o segredo é a arma da conquista as nossas fontes não nos deixam revelar muito mais.Para o Tiago, 12 anos, de Azambuja, este já é o 6º ano consecutivo que participa. Diz que se está fechado num pavilhão num dia de calor é porque gosta. Acha que as actividades que ali fazem são boas para o corpo e algumas até são relaxantes. Existem 2 monitores por grupo e um professor por modalidade. Os primeiros acompanham os jovens desde manhã, a partir das Juntas de Freguesia até à noite. Aos segundos cabe o ensino das técnicas das diferentes modalidades. Todos os intervenientes foram seleccionados pelo seu profissionalismo e vontade de transmitir saber. Inês Grazinho, 22 anos, é professora de ginástica e luta. Inscreveu-se nas Férias Desportivas porque está a acabar o curso de Educação Física e aqui vai ganhando experiência. Para além disso gosta muito daquilo que faz. “Vê-los a crescer a nível físico e, sobretudo, como pessoas dá-me um prazer imenso, é o argumento para estar no meio dos miúdos” diz Carlos Dionísio, 27 anos, professor de escalada. VVer a cara de felicidade deles no final da semana de actividades dá-me um gozo enorme”, confessa.Depois do aquecimento, dos jogos e dos exercícios, a auto-avaliação. Para perceberem o que correu bem e menos bem. Serve para levar os jovens à cidadania, a compreenderem as regras em sociedade e sobretudo para aprenderem a avaliar-se a si próprios, como menciona Joana, 27 anos, professora de educação física durante o ano professora de badminton e basquetebol durante as Férias Desportivas. Quanto aos pais estão mais descansados. Directamente não se envolvem – só na fase inicial. Mas dois dias por semana têm de preparar um piquenique que os filhos partilham com os amigos. Nos restantes três dias os jovens almoçam nas Instituições do Concelho: Santa Casa da Misericórdia, Centro Social e Paroquial e Centro de Dia Nossa Senhora do Vale Paraíso.Estas Férias Desportivas de Azambuja terminam a 25 de Julho. Este ano inscreveram-se cerca de 300 crianças e jovens inscritos. Foi o primeiro ano em que foram pagas, por incluírem o almoço e os transportes (a câmara pôs à disposição quatro autocarros e duas carrinhas). A fasquia é alta, mas não tão alta como a de alguns meninos que sonham já com os Jogos Olímpicos. A ideia não é descabida e a professora Joana diz que para isso bastará “treinar muito e dedicarem-se ainda mais”.
Fazer amigos e passar o tempo nas Férias Desportivas de Azambuja

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...