uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Obras de requalificação tornam entrada em Vila Franca de Xira ainda mais caótica

Obras de requalificação tornam entrada em Vila Franca de Xira ainda mais caótica

Condutores que habitualmente utilizam as duas artérias principais da cidade pedem alternativas

Trabalhos só irão estar concluídos no início da Primavera do próximo ano. Cidadãos compreendem a necessidade das obras mas lamentam que apenas sirvam para melhorar a qualidade de vida e não resolvam o problema da circulação automóvel.

Edição de 17.07.2008 | Sociedade
Firmino Agostinho vive em Castanheira do Ribatejo e trabalha numa loja no centro da cidade de Vila Franca de Xira. Há cerca de três anos que faz o trajecto Castanheira/Vila Franca e confessa que já se habituou ao trânsito caótico à entrada e saída da cidade. O som das buzinas dos carros revela a impaciência dos condutores. A fila de trânsito começa antes do cruzamento com a rua António Lúcio Baptista, mais conhecida por rua dos bombeiros voluntários, e percorre toda a rua Alves Redol até à rua dos Correios junto à câmara municipal.“É um caos e o problema é que não existe uma solução alternativa. Saio de casa mais cedo para conseguir chegar ao trabalho a horas. Quem tem que utilizar obrigatoriamente esta via para circular diariamente perde muito tempo. É inadmissível que exista apenas uma estrada em direcção a Alhandra e Lisboa e outra no sentido do Carregado”, afirma o condutor enquanto aguarda que os veículos à sua frente avancem.A culpa do congestionamento que todos os dias, principalmente de manhã e ao final da tarde, se verifica na cidade ribeirinha é das obras de remodelação da rede de saneamento que decorre actualmente nas ruas Sacadura Cabral - transitável apenas até ao cruzamento com a rua do Curral estando o resto da rua cortada ao trânsito – e na rua Dr. Jacinto Nunes, atrás do edifício dos paços do concelho, junto aos Correios.Também Filomena Correia convive diariamente com o mesmo problema. Nasceu no Carregado há 37 anos onde sempre viveu. Há cerca de sete anos abriu uma pequena empresa em Vila Franca de Xira. Fê-lo porque tem consciência que o mercado é mais atractivo e seria benéfico para o seu negócio. Até hoje acha que tomou a opção correcta. O problema é mesmo as filas de trânsito que enfrenta diariamente, duas vezes por dia.A empresária considera que as obras são para o bem de quem vive e trabalha na cidade mas não acredita que o trânsito alguma vez melhorará. “As obras podem melhorar a cidade mas não vão melhorar o trânsito. Há cada vez mais gente a entrar em Vila Franca de Xira e não existem alternativas. Não vou utilizar a auto-estrada para vir do Carregado até aqui uma vez que o problema começa precisamente depois da saída da A1. Vai ser sempre a mesma dor de cabeça”, lamenta.Alberto Martins, 56 anos, é um dos exemplos de quem evita ir a Vila Franca de Xira de automóvel, uma vez que acredita ser uma perda de tempo. Na manhã de terça-feira, 15, foi um dos raros dias que levou o carro até ao centro da cidade. Tinha que levar a esposa que tem dificuldade em andar ao hospital. Vive em Povos e quando quer ir à cidade prefere ir a pé ou de bicicleta. “A distância é muito curta para utilizar o carro. Perco horas nas filas de trânsito e tenho que estacionar longe porque não há espaço para os carros no centro. Poupo muito mais tempo quando vou de bicicleta. Além disso, aproveito para fazer exercício físico”, brinca.A presidente do executivo municipal de Vila Franca de Xira explicou a O MIRANTE que as obras se destinam a substituir os ramais do saneamento das habitações que já estão velhos. A conclusão da primeira fase da obra está prevista para 14 de Agosto. A partir desta data começam as obras de requalificação da rua Alves Redol cujo objectivo é melhorar a fluidez do trânsito. Estão previstas a implementação de uma rede pedonal, aumento da largura dos passeios e beneficiação do pavimento. Maria da Luz Rosinha referiu que as obras estarão concluídas no início da Primavera do próximo ano. O orçamento previsto para a empreitada de remodelação da rede de saneamento na rua Sacadura Cabral ronda os 123.371,30 euros e para a rua Alves Redol é de 123.821,50 euros.
Obras de requalificação tornam entrada em Vila Franca de Xira ainda mais caótica

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...