uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Placas quilométricas da Estrada Nacional 248 nunca acertam na distâncias

Placas quilométricas da Estrada Nacional 248 nunca acertam na distâncias

Vila Franca vai estando mais perto ou mais longe independentemente do caminho feito

Quantos quilómetros de estrada temos de percorrer para ir de Torres Vedras a Vila Franca de Xira? E a meio do caminho, quando estivermos, por exemplo, em Sobral de Monte Agraço, quanto falta para o destino? Se se guiar pelas indicações das placas quilométricas vai ter uma dor de cabeça.

Edição de 17.07.2008 | Sociedade
Os condutores que circulem na Estrada Nacional 248, vindos de Torres Vedras em direcção a Vila Franca de Xira não podem confiar nas informações que lhes são mostradas pelas placas sinalizadoras. A indicação do rumo a seguir está correcta. O mesmo não acontece com as distâncias. As placas que os condutores vão encontrar são três. A primeira está colocada junto ao cruzamento com a N374, à saída da aldeia de Dois Portos, concelho de Torres Vedras. Nela pode ler-se: “Vila Franca de Xira, 20 km”. Continuando o percurso indicado, quatro quilómetros depois, chegamos a Sobral de Monte Agraço. Apesar da distância já percorrida é como se não tivéssemos saído do mesmo sítio. Segundo a indicação Vila Franca de Xira continua a 20 quilómetros. Uma improbabilidade matemática que a câmara municipal de Sobral de Monte Agraço reconhece. “Já tínhamos conhecimento desta situação irregular, embora não seja da nossa competência alterar a placa junto a Dois Portos porque faz parte do concelho de Torres Vedras e é da competência da Estradas de Portugal. A que temos no centro da nossa vila está correcta e por isso não vamos alterá-la”, esclarece um responsável do gabinete técnico daquela autarquia. A informação é confirmada pela câmara de Torres Vedras. “A N248 é uma estrada nacional e, por esse motivo, a sinalética presente é da responsabilidade da Estradas de Portugal”. Mais à frente, ainda na N248, à saída de Arruda dos Vinhos, por detrás de uma quantidade considerável de silvas e cardos, espreita uma decrépita placa de metal ferrugento. Finalmente uma quebra na monotonia dos vinte quilómetros. Qualquer condutor menos avisado pensará ter chegado ao destino. Na placa pode ler-se que Vila Franca de Xira está a zero quilómetros. Só um olhar mais atento permite descobrir um carcomido número um, permitindo deduzir que a contagem apresentada seja 10 km. Ainda não é desta que a informação está correcta. A realidade é que, desde aquele local até à cidade (pelo caminho que ela sugere) são 17 km, mais sete que o anunciado.A câmara municipal de Arruda dos Vinhos afirmou desconhecer a situação mas prometeu efectuar diligências junto da Estradas de Portugal para que a placa enganadora seja substituída. O MIRANTE procurou uma explicação para o estranho caso das placas enganadoras junto do gabinete de comunicação e imagem da Estradas de Portugal. A resposta é a que se segue. “A colocação de sinalização é feita pela Estradas de Portugal e pelas autarquias. Se a referida estrada estiver sob a nossa jurisdição, então a responsabilidade é nossa. Mas não lhe conseguimos dizer se é esse o caso sem falar com o gabinete técnico. Muitas vezes, estas trocas de quilómetros acontecem devido à execução de projectos e empreitadas das câmaras que depois colocam as suas próprias placas junto das nossas e é aí que se produz uma grande confusão”. Enquanto a confusão não é desfeita não dê muita importância às indicações quilométricas para não ter ataques de nervos.
Placas quilométricas da Estrada Nacional 248 nunca acertam na distâncias

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...