uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Rapariga acusa padrasto de a ter violado

Homem tentou o suicídio após ter sido apresentada queixa na GNR
Edição de 17.07.2008 | Sociedade
É um drama em dois actos: uma jovem de 18 anos queixa-se de ter sido violada pelo padrasto, que nesse mesmo dia terá tentado suicidar-se com a ingestão de uma substância tóxica. A rapariga apresentou queixa na GNR de Azambuja, enquanto o homem, de 39 anos, está internado no serviço de psiquiatria do Hospital Distrital de Santarém, de onde deve ter alta em breve. O caso começou perto da localidade da Parreira, Chamusca, no dia 7 de Julho. A jovem, residente na Parreira, diz ter sido violada pelo companheiro da mãe quando se deslocavam de manhã de automóvel para o trabalho de extracção de cortiça. Faziam habitualmente o trajecto juntos. Nesse dia o condutor desviou-se do trajecto usual com a desculpa de que precisava fazer necessidades fisiológicas. Segundo apurámos, após o desvio o homem saiu de dentro do carro e chamou a jovem para o exterior, sem levantar suspeitas sobre o que pretendia fazer, violando-a depois.A vítima ficou em estado de choque. Antes de chegar ao local de trabalho, o homem parou num café da localidade. A jovem aproveitou a oportunidade, fugiu e foi pedir ajuda. Dirigiu-se a casa de uma amiga que morava perto, onde esperou pela chegada de algum familiar. Foi depois para casa de um tio e entretanto seguiu na companhia da mãe para casa da avó, em Azambuja. Foi nessa vila que apresentou queixa no posto local da GNR, cujos militares posteriormente a acompanharam ao Hospital de Vila Franca de Xira para realizar exames médicos.Após a sua fuga, o padrasto procurou-a na casa da avó, mas a jovem já se encontrava no hospital. Terá falado com a avó da vítima e depois tentado o suicídio ingerindo uma substância tóxica que motivou o seu internamento, inicialmente no Hospital de Vila Franca de Xira e depois em Santarém. O alegado violador vivia com a mãe da rapariga há cerca de 18 anos sem que tivesse havido qualquer tentativa de abuso da jovem.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...