uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Uma carreira diplomática feita a pulso e junto do povo

Edição de 24.07.2008 | Entrevista
O varino que nasceu na Travessa do Mercado, em Vila Franca de Xira, foi um notável diplomata que representou meio milhão de portugueses radicados em Inglaterra. José Amador, vice-cônsul principal de Portugal em Londres, foi recentemente jubilado do quadro externo do Ministério dos Negócios Estrangeiros, mas continua a ser uma referência em Londres e em Vila Franca, a terra que nunca deixou e onde quer viver com a família que elege como “o maior tesouro”. O diplomata distinguido pela rainha de Inglaterra e pelo Presidente da República Portuguesa deu três voltas ao mundo em missões diplomáticas. Esteve em todos os continentes, conheceu dezenas de países, mas fala do seu Portugal com um brilho nos olhos. Comove-se facilmente quando recorda os momentos mais tocantes da sua carreira de diplomata como o dia em que uma jovem da Banda do Ateneu lhe colocou o chapéu na cabeça em pleno desfile integrado no Dia de Portugal, cuja celebração organizou durante 25 anos em Londres.José Amador herdou dos pais a capacidade de trabalho. Antes de ser diplomata, fez cinema e cumpriu serviço militar nas oficinas gerais de material aeronáutico OGMA em Alverca. Depois fez um curso de relações internacionais e entrou no consulado de Londres por concurso com as funções de escriturário de primeira. Rapidamente chegou ao lugar de vice-cônsul. Dedicava 16 a 18 horas por dia às suas funções. Hoje é vice-presidente da Associação do Portugueses no Estrangeiro que representa cinco milhões de emigrantes lusos espalhados pelo mundo e dedica-se mais à família e aos amigos. Diz que ainda tem muito para dar à sua terra. É um cidadão activo. Sente-se bem sem gravata, com ar informal. Adora conviver. Durante a festa do Colete Encarnado gosta de percorrer as tertúlias e conviver pela madrugada fora com quem lhe aparece no caminho. É um diplomata do povo e orgulha-se das suas modestas origens.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...