uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Estações da CP ao abandono

Edição de 31.07.2008 | O Mirante dos Leitores
A pouco e pouco as estações de caminho de ferro deixam de ter pessoal. É de norte a sul do país. Não há linha que escape. Edifícios abandonados, jardins a ganhar ervas. Vandalismo, painéis de azulejos que outrora eram fotografados e que agora são roubados. Já lá vai o tempo em que até havia um concurso da estação mais bonita de Portugal. Na altura eram funcionários que trabalhavam nas estações que aproveitavam os tempos livres para tratar dos jardins e fazer pequenos arranjos mas os tempos mudaram.Os Governantes prometem investir no caminho-de-ferro mas quando o fazem só gastam dinheiro em alta velocidade. O país fica cada vez mais deserto e as estações não são excepção. Para reduzir custos retira-se de lá o pessoal.Nos lugarejos recônditos onde as estações ficam afastadas das povoações, as pessoas têm medo de apanhar o comboio. Mas aí o medo é apenas do escuro e dos animais que andam no campo à noite. O pior são as estações das zonas suburbanas. Azambuja, Castanheira do Ribatejo, por exemplo. Aí o perigo espreita. São marginais que esperam as pessoas para as assaltar, por exemplo. Actuam com total impunidade.Rafael

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...