uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
A atribuição de nomes de ruas e a inauguração de estátuas ou bustos a figuras públicas

A atribuição de nomes de ruas e a inauguração de estátuas ou bustos a figuras públicas

Edição de 30.07.2008 | Sociedade
A atribuição de nomes de ruas e a inauguração de estátuas ou bustos a figuras públicas já desaparecidas tem um lado perverso que ofende e revolta. Quase sempre a intenção não é homenagear a exemplaridade cívica e intelectual dos grandes homens; o objectivo principal muitas vezes é resolver o problema da auto-estima dos políticos que promovem essas homenagens. O caso do busto de Guilherme de Azevedo, que o anterior executivo transferiu das Portas do Sol para um gueto na rua com o nome do escritor, no centro da cidade de Santarém, é um bom exemplo da falta de vergonha e de cultura cívica de certos políticos. A transferência do busto de Guilherme de Azevedo para este local foi um bom pretexto para Rui Barreiro, à altura presidente da câmara, usar uma figura da cultura portuguesa como instrumento de uso pessoal para se valorizar como político.O jornalista e poeta é referenciado no monumento simplesmente pelo nome de Guilherme de Azevedo. O político que mandou erguer este pedestal e o inaugurou chama-se Rui Barreiro e é tratado por engenheiro e sua excelência, um tratamento só concedido em termos de protocolo de Estado ao Presidente da República e ao Primeiro-ministro.Este tipo de conduta política não é só ridícula e digna de ser gozada, revela ignorância e um profundo desprezo pelos valores da nossa História e pelos nomes dos homens que a dignificam. Não haverá melhor que simbolize a mediocridade política do tempo de Rui Barreiro na câmara de Santarém. Não haverá melhor exemplo do que este para mostrar a vaidade pessoal de um indíviduo que procurou legitimar-se politicamente à custa da figura de um jornalista, escritor e poeta que, nas palavras de uma ilustre escalabitana, Eulália Teigas Marques, foi um dos maiores do seu tempo.
A atribuição de nomes de ruas e a inauguração de estátuas ou bustos a figuras públicas

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...