uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Limpar mato em tempo de férias

Limpar mato em tempo de férias

Jovens voluntários da Chamusca aproveitam programa do IPJ para ganhar uns trocos

De enxada e ancinho, quase trinta participantes ajudam a limpar a floresta e a prevenir fogos a troco de 12 euros diários.

Edição de 31.07.2008 | Sociedade
Verão é, para muitos jovens, sinónimo de férias, praia e dias quentes. Mas para outros significa partilha de saberes, afectos e disponibilidades. É meio-dia, o sol de Julho vai alto, o calor aperta mas um grupo de jovens da Chamusca, de enxada e ancinho na mão, limpam o mato por detrás da câmara municipal. Fazem parte dos 28 jovens, dos 18 aos 29 anos, que este ano se inscreveram no Programa Voluntariado Jovem para as Florestas, financiado pelo Instituto Português da Juventude (IPJ). Sob os lemas “Portugal sem fogos depende de todos” e “Proteger a nossa terra, Chamusca”, estes jovens agarram-se à vontade de sensibilizar a população e limpam as zonas de risco de incêndio, em troca de 12 euros por dia. Trabalham cinco horas e meia por turno e podem fazê-lo durante um mês. Em cada turno existe um responsável, normalmente alguém que já esteja a repetir a expe-riência, e que por isso mesmo pode ajudar a melhor integração dos novatos. Em parceria com a câmara municipal e as juntas de freguesia, este é o quarto ano que a iniciativa se implementa na Chamusca – um concelho pioneiro na região a apresentar a candidatura ao IPJ e com uma intervenção diferente. “Aqui no concelho da Chamusca o nosso projecto é diferente. Não investimos tanto na vigilância, mas sim na limpeza das zonas florestais, das áreas urbanas e na sensibilização da população”, diz Helena Petisca, técnica de ordenamento da Câmara da Chamusca.A técnica fala-nos ainda das vantagens do voluntariado para os jovens: “Em primeiro lugar eles ganham amizade, depois solidariedade e cooperação e por fim arranjam sempre alguns trocos para o resto das férias”. Helena Petisca realça também as mais-valias que o trabalho destes jovens traz para a Chamusca: “Os nossos jovens colaboram na limpeza do concelho e, sobretudo, ajudam a sensibilizar as pessoas”. Neste sentido, a autarquia prevê organizar uma exposição para mostrar à população o que os jovens têm feito, como têm feito e qual o objectivo. “As pessoas têm muita curiosidade quando os vêem a limpar e perguntam-nos o que eles andam a fazer e porquê”, comenta a técnica. Diogo é um dos jovens repetentes nesta experiência. Motivação é o que não lhe falta para reviver a experiência. Diz que é engraçado e que “existe um espírito de entreajuda muito grande”. A sua colega Florbela festejou 18 anos este ano e só por isso está agora a enveredar nesta aventura. Mas deixa já expresso o desejo de querer voltar para o ano porque está “a gostar muito desta experiência”.Os resíduos que os jovens vão acumulando ao longo do dia têm um destino apropriado: são colocados no Ecocentro da vila, junto à capela do Senhor do Bonfim. Um exemplo de civismo e responsabilidade que os jovens querem partilhar com todos. “Eles recolhem os resíduos durante o dia, à tardinha deixam-nos ao jeito para que na manhã seguinte os nossos funcionários o transportem para o Ecocentro”, adianta Helena Petisca. O programa teve início em Junho e vai decorrer até 30 de Setembro, com estes pequenos gestos. Gestos pequenos, mas que vão dando uma ajuda grande. O nosso território, mais protegido e limpo, agradece. As inscrições continuam abertas, ao longo do Verão, e devem ser feitas na câmara municipal.Até 30 de Agosto a autarquia, as juntas de freguesia e o IPJ propõem ainda aos jovens da Chamusca vários programas de ocupação de tempos livres (OTL). Fazem parte do programa actividades de expressão plástica, animação de leitura, expressão cultural, desporto e idas à Praia da Foz do Arelho.
Limpar mato em tempo de férias

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...