uma parceria com o Jornal Expresso
23/05/2017
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Vinte e uma fotografias de Eduardo Gageiro no 21º aniversário de O MIRANTE
Edição de 30.10.2008 | Sociedade
O fotojornalista Eduardo Gageiro, cedeu vinte e uma fotografias do seu espólio para a edição especial do 21º aniversário de O MIRANTE que é impressa a 14 de Novembro. São fotografias a preto e branco que falam sobre temas que lhe foram propostos pela redacção. Vão ser colocadas face a face com trabalhos jornalísticos publicados ao longo do tempo. O objectivo é proporcionar aos leitores diversos ângulos de abordagem de temas do quotidiano. Os do fotojornalista e os dos jornalistas de O MIRANTE. Eduardo Gageiro diz que aceitou participar na edição de aniversário por uma mera questão de “empatia” que nasceu da relacção pessoal que também tem com a administração do jornal. A cedência das fotografias é feita graciosamente e a sua selecção foi feita em conjunto pelo autor e pela direcção de O MIRANTE. “Estabeleceu-se entre mim e o jornal uma relação afectiva”, explicou. O ponto de partida foi a entrega dos prémios Gazeta do Clube de Jornalistas dia 18 de Setembro, em Lisboa, no edifício da Caixa Geral de Depósitos. Na altura O MIRANTE recebeu o Prémio Gazeta Imprensa Regional e Eduardo Gageiro o Prémio Gazeta de Mérito. O facto de Eduardo Gageiro se ter iniciado no fotojornalismo numa publicação regional - a revista “Vida Ribatejana”, que se publicava em Vila Franca de Xira – também terá pesado na ligação a O MIRANTE de um fotógrafo que conta no currículo centenas de prémios e exposições a nível internacional. Eduardo Gageiro nasceu a 16 de Fevereiro de 1935 em Sacavém. As primeiras fotografias que fez foi dos operários da fábrica da loiça, alguns dos quais via, de mão estendida, a pedir esmola. As imagens eram captadas à saída da fábrica, com uma pequena máquina fotográfica de plástico, emprestada pelo irmão. Aos 12 anos viu uma fotografia sua ser publicada no “Diário de Notícias”. O seu primeiro prémio foi conquistado num concurso do Sindicato dos Empregados de Escritório do Distrito de Lisboa, em 1955. O grande momento da carreira profissional e pessoal do fotojornalista aconteceu no dia 25 de Abril de 1974. São da sua autoria grande parte das fotos mais marcantes desse momento histórico. As pessoas estão na maior parte das fotografias. Uma das excepções vai ser o livro que vai ser lançado a 6 de Novembro, com o título “Silêncios”.
Comentários
Mais Notícias
    A carregar...