uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Dois tiros contra carro do presidente da câmara de Almeirim

Edição de 26.02.2009 | O Mirante dos Leitores
Ainda acredito na justiça e condeno, em absoluto, o acto de que foi vítima o presidente da Câmara de Almeirim. Um Estado de Direito não pode permitir que as populações sintam que podem substituir-se aos tribunais e, pior, que podem estabelecer, desde logo, a medida punitiva a quem acusam de um qualquer tipo de prevaricação.No entanto, no caso corrente, torna-se obrigatório pensar no que terá levado um cidadão a recorrer a um acto tão extremo e violento para, alegadamente, tentar ressarcir-se, ainda que somente no plano psicológico, de um prejuízo, esse sim, de substância e consumado.Em Portugal há muito autarcas que não estão preparados para as funções que ocupam. Escrevo no abstracto e não me refiro a ninguém em concreto. Se juntarmos a este facto, a falta de qualidade empresarial de alguns dos nossos empreiteiros e a atitude comercial mais do que duvidosa das nossas Companhias de Seguros, temos os ingredientes necessários para a composição de uma mistura explosiva que pode potenciar situações como a que se verificou no concelho de Almeirim.Neste período pré-eleitoral, as cidades viram autênticos estaleiros, os autarcas são acometidos de uma súbita vontade de “obrar” e o coitado do munícipe, para além de ter de ziguezaguear, nos passeios esburacados, para poder fazer a sua vida normal, ainda se vê em risco de cair num qualquer buraco que os empreiteiros dizem estar devidamente identificados, baseados, vá-se lá saber, em que critérios.Quando assim não acontece, criam-se condições para que o povo se agite e na borbulha da crise se exceda na sua forma de protestar. Era bom que tivéssemos a sabedoria de acabar com os tiros, mas também era bom que não sacudíssemos a água do capote. Quando chove e no meio da multidão encharcada alguém se apresenta enxuto, então, temos caso! Francisco GonçalvesComentários? Para quê? O autor dos disparos está afectado psicologicamente? Lastimo isso, mas não se tentou suicidar, tentou cometer homicídio. Só espero que não atente novamente contra a vida de ninguém, nem da dele, e que se está doente... estimo as melhoras. Agora, se eu fosse o presidente Sousa Gomes não me sentiria muito à vontade. E você?Luís BárbaraNão deve ter afectado muito o presidente da Câmara pois ainda teve o descaramento de almoçar e só depois ir apresentar queixa. Não terá sido coisa séria até porque uma pessoa numa situação como aquelas ter-se-ia deslocado logo à GNR para apresentar queixa. Espero que no tribunal lhe perguntem porque não foi directamente apresentar queixa à GNR em vez de ir almoçar como se nada se tivesse passado! Ana Abreu

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...