uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Vizinho de aeródromo colocou postes no terreno para evitar voos rasantes

Edição de 26.02.2009 | O Mirante dos Leitores
O aeródromo de Benavente não é um aeródromo a fazer de conta, é um aeródromo que regista cerca de 400 movimentos às quintas-feiras, sábados e domingos.Se assim é, presumo que as autoridades competentes deviam obrigar a colocação de postes do estilo dos que há em aeroportos, com luzes de aviso. Não os havendo, o proprietário do terreno adjacente, considerando estar farto de voos rasantes de aproximação a uma das pistas, colocou, sem autorização, postes semelhantes aos que terá visto em aeródromos ou aeroportos com volume de movimentos semelhante ao que ele vê do seu terreno. Sem autorização também ter-lhe-á caído uma avioneta no terreno, sem consequências, felizmente, para a sua segurança física.O ideal seria as pessoas darem-se bem neste pequeno país que é Portugal. Tal não parece, no entanto, ser o caso. E, numa altura em que falta o pão em casa e em que todos ralham e ninguém tem razão, situações como esta proliferam. É natural que o proprietário do terreno adjacente ao aeródromo ache que, pelo volume de voos e aeronaves registado, o Campo de Voo de Benavente tenha meios suficientes para adquirir a sua propriedade para se ver livre de um obstáculo e, eventualmente, optimizar a oferta de mais voos e de mais instrução. Octávio Lima

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...