uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Estacionamento anárquico provoca o caos na estrada da estação

Estacionamento anárquico provoca o caos na estrada da estação

Trânsito automóvel dificultado nos acessos à gare ferroviária de Santarém

Polícia acusada de não penalizar infractores, que desde há três meses têm ao dispor um parque de estacionamento novo construído pela Junta de Freguesia da Ribeira de Santarém.

Edição de 25.02.2009 | Sociedade
Circular diariamente na estrada que serve a estação ferroviária de Santarém é uma dor de cabeça para os automobilistas. Apesar da Junta de Freguesia de Santa Iria da Ribeira ter construído um grande parque de estacionamento gratuito – com capacidade para cerca de 250 viaturas -, os utilizadores da estação insistem em deixar os automóveis na estrada principal, muitas vezes em locais destinados a táxis e autocarros, prejudicando a normal circulação em ambos os sentidos.É normal ver os automóveis estacionados ao longo da estrada, mesmo nos locais onde estão colocados sinais que indicam a proibição de estacionar. Marília Fernandes mora em Santarém e trabalha em Lisboa, utilizando o comboio como meio de transporte para o local de trabalho. A contabilista confessou a O MIRANTE que costuma deixar o carro mal estacionado. “A maioria das vezes venho em cima da hora e para não perder o comboio e não chegar atrasada ao emprego deixo o carro num local mais próximo da estação. Muitas vezes mal estacionado. Para deixar o carro no parque de estacionamento tenho que atravessar a linha do comboio e muitas vezes temos que ficar à espera o que acaba por me atrasar”, explica, acrescentando que tem tido sorte por nunca ter sido multada.Os motoristas da Rodoviária do Tejo têm que ter uma grande perícia para circular e conseguir estacionar no local que lhes está destinado porque ninguém respeita a sinalização rodoviária. José Fernandes Avó, motorista da Rodoviária do Tejo, conta o tormento a que está sujeito diariamente. “Nenhum dos sinais de estacionamento proibido colocados nesta estrada são respeitados. Existe um estacionamento indevido abusivo e nós sentimo-nos impotentes para fazer alguma coisa. Muitas vezes, vimos em cima da hora do comboio e estamos parados porque o trânsito não anda devido aos estacionamentos que estrangulam o trânsito. Basta um carro ligeiro estar mal estacionado para um autocarro não conseguir passar. Isto deve-se à falta de respeito das pessoas e também à ineficácia por parte da polícia que fecha os olhos a esta situação apesar de saber que isto acontece”, lamenta o motorista.O presidente da Junta de Freguesia de Santa Iria da Ribeira, Fernando Rodrigues, lamenta a situação e explica que aquando da conclusão do parque de estacionamento efectuaram diligências junto da PSP para que as autoridades não autuassem de imediato os condutores infractores mas que os sensibilizassem para a necessidade de deixarem as viaturas no parque. Mas, até hoje, continua tudo na mesma.“Lamento que a PSP não tenha feito a intervenção que lhe foi pedida. O parque de estacionamento construído há cerca de três meses tem capacidade suficiente para retirar os carros mal estacionados da estrada principal. É uma vergonha o trânsito naquele local. Os carros não conseguem passar e os autocarros muito menos. Infelizmente só com multas é que talvez consigamos controlar a situação”, referiu Fernando Rodrigues.O sub-comissário Soares, da PSP de Santarém, disse a O MIRANTE que em breve será feita uma acção de sensibilização junto dos condutores que todos os dias deixam a sua viatura junto à estação de caminho-de-ferro de modo a que passem a utilizar o parque construído do outro lado da linha. “Ao estacionarem indevidamente os condutores criam situações complicadas para todos uma vez que dificulta a normal fluidez do trânsito. Se existir algum incêndio naquela estrada, como já aconteceu no Verão, os bombeiros têm muita dificuldade em deslocar para o local as suas viaturas devido ao reduzido espaço existente na estrada”, explicou o sub-comissário acrescentando que numa segunda fase passarão a autuar os infractores.
Estacionamento anárquico provoca o caos na estrada da estação

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...