uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Câmara de Abrantes cria “banco social” para apoio a carenciados

Edição de 26.02.2009 | Sociedade
A Câmara Municipal de Abrantes anunciou a criação de um "banco social" para “minimizar os efeitos imediatos da crise na vida de cada um”, disponibilizando para o efeito uma verba de 50 mil euros. Segundo o presidente da câmara, Nelson de Carvalho (PS), este é um pacote de “medidas extraordinárias de apoio centradas nas pessoas e tem o objectivo de apoiar as famílias, minimizando situações de carência, em áreas como o pagamento da renda da habitação, das creches ou infantários, das prestações a bancos, carências alimentares e de saúde”.“Este pacote de medidas anti-crise visa apoiar as famílias vítimas de desemprego conjuntural e que, por isso, estejam a viver em situações de carência”, disse Nelson de Carvalho. “A câmara contribuirá com um depósito inicial de 50 mil euros e disponibiliza um técnico de serviço social para participar no processo de análise das situações familiares”, acrescentou.Através deste protocolo, a Câmara de Abrantes, a Rede Social do Concelho e o Centro de Recuperação e Integração de Abrantes (CRIA) vão criar o Banco Social de Abrantes com o objectivo de apoiar as famílias que se encontram “em fim de linha”, sublinhou Isilda Jana, presidente da Rede Social do concelho.“As comissões locais de freguesia e cerca de 60 associações que integram a Rede Social, assumem particular importância neste protocolo e na detecção dos casos mais prementes, por via da sua proximidade e conhecimento das realidades existentes em cada freguesia”, afirmou.Segundo disse, “à Rede Social vai caber sinalizar as situações a necessitarem de intervenção e articular com os vários parceiros da rede no sentido de tentar encontrar as soluções mais adequadas a cada caso”.“Este parceiro também terá a missão de promover a iniciativa nacional 'Emprego 2009' junto dos cidadãos sem emprego, sendo que ao CRIA está reservada a tarefa de criação de um fundo social comunitário, através da abertura de uma conta bancária aberta à participação de empresas, instituições e sociedade civil”, acrescentou a presidente da Rede Social.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...