uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante
Em Tomar ainda há bailes de finalistas como antigamente

Em Tomar ainda há bailes de finalistas como antigamente

Nova geração tenta articular glamour de outros tempos com tendências actuais

Alunos da Escola Secundária de Santa Maria do Olival, em Tomar, prepararam uma mega-produção para a noite deste sábado, que até mete a tradicional valsa da meia-noite.

Edição de 26.02.2009 | Sociedade
Todos os anos a história repete-se e surge o mesmo sentimento de nostalgia. É chegado o dia do Baile de Finalistas. É o momento que anuncia uma viragem, a entrada no mundo profissional ou noutro grau de ensino. O tempo passa e as diferenças que se encontram entre os bailes de antigamente e os das novas gerações são muitas. Se antigamente as moças, muitas vezes, costuravam os próprios vestidos, as raparigas da nova geração escolhem-no com vários meses de antecedência, comprando os modelos que gostam ou o tecido para mandar confeccionar a uma costureira. Combinam umas com as outras as cores e comprimentos dos vestidos que vão usar, “para não irem muito diferentes umas das outras”, e experimentam sapatos, penteados e maquilhagens. Menos preocupados, por norma, os rapazes pensam na indumentária na semana que antecede o grande dia. Os pais continuam, na maioria das vezes, a acompanhar os filhos neste dia mas, certamente, já não se preocupam tanto com os atrevimentos dos jovens casais. A música é variada. Começa com um som mais clássico e acaba numa tenda com um DJ a colocar batidas de discoteca. Pelo menos esse vai ser o programa que vai ser vivido no próximo sábado, 28 de Fevereiro, na Escola Secundária de Santa Maria do Olival (ESSMO) em Tomar, num ambiente de gala onde o glamour de outros tempos foi recuperado. Desde Novembro que uma comissão de dez alunos do 12º. ano, das várias áreas profissionais e elementos da associação de estudantes, em conjunto com o conselho executivo, uniram-se com o objectivo de edificar “o maior e melhor baile de finalistas” da história de Tomar. Querem preservar alguns aspectos da tradição, como a valsa da meia-noite, mas não esquecem daquilo que os jovens de hoje gostam. Aproveitaram todos os tempos livres, entre aulas, para organizar as ideias e contaram com o apoio de uma empresa produtora de eventos. Os alunos que participaram na organização do evento consideram que esta é “uma noite única de glamour e exclusividade”. Rosana Garcia, 17 anos, já foi a outros bailes de finalistas mas já sente um friozinho na barriga só de pensar que este é o seu último ano como estudante no liceu. Escolheu o tecido para fazer o vestido em Janeiro e está preocupada com os pormenores de adorno. Stephano, 18 anos, vai de smoking. “Quem é finalista deve ter o cuidado de vir bem arranjado. O ambiente assim o pede, uma vez que se vai parecer com tudo menos com uma escola”, refere. O objectivo da comissão de finalistas passa por realizar um baile que propicie uma noite “verdadeiramente inesquecível” aos participantes, contando com a presença mediática da actriz e modelo Mariana Monteiro, da série juvenil ”Morangos com Açúcar”, que será a anfitriã do evento. Os finalistas vão ter um lacinho ao peito para se distinguirem dos restantes convidados. Afinal, não se pode esquecer que esta é a noite deles. Para o início da noite, cerca das 20h30, o baile começa com uma actuação ao vivo de Nuno Flores da banda Corvos. É depois abrilhantado com a banda local “À Part”. No intervalo da actuação das bandas procede-se à entrega de diplomas aos finalistas pelos directores de turma. Este ano são 160 os alunos que devem concluir o 12.º ano. À meia-noite dança-se a valsa, momento que já não acontecia nos últimos bailes de fialistas. Já no final da noite, o evento principal desloca-se para uma tenda de 700 metros quadrados montada no campo de jogos da escola. “Será a primeira vez que é montada uma tenda disco num baile de finalistas animada pelo Dj The Fox”, refere Francisco Tavares, presidente da Associação de Estudantes, que salienta o facto de este ser um dos DJ mais famosos de Portugal. O baile é aberto a toda a população. A questão da segurança vai ser bastante acautelada, com a colaboração da PSP local e a contratação de sete elementos de segurança. O ingresso custa 10 euros para finalistas e 12 euros para não finalistas.
Em Tomar ainda há bailes de finalistas como antigamente

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...