uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Padre bebe lixívia durante missa de corpo presente

Padre bebe lixívia durante missa de corpo presente

Apesar de ter vomitado o sacerdote conseguiu concluir a realização do funeral
Edição de 26.02.2009 | Sociedade
Um padre de Tomar ingeriu lixívia quando celebrava uma missa de corpo presente na capela da Charneca da Peralva, na freguesia de Paialvo, em Tomar. O insólito aconteceu na tarde de sexta-feira, 20 de Fevereiro. Herlander Limão, 32 anos, estava a celebrar a missa que antecedia um funeral, cerca das 16h00. No momento da consagração, deitou o líquido que se encontrava na galheta para dentro do cálice mas assim que engoliu o que deveria ser o ‘Sangue de Cristo’, percebeu que tinha sido intoxicado. “Não tenho dúvidas que dois terços eram lixívia pura e o resto água”, atestou o padre a O MIRANTE, queixando-se ainda de sentir algumas dores no estômago. Na ocasião, valeram-lhe os conhecimentos de medicina caseira que aprendeu nos escuteiros. “Induzi o vómito e pedi logo leite", disse. A celebração esteve interrompida durante 15 minutos. Mais por insistência dos familiares do finado, o pároco conseguiu recompor-se, terminar a celebração do funeral e acompanhar a urna até à sepultura. Em seguida chamou a ambulância que o transportou para o Hospital de Tomar, onde deu entrada por volta das 17h30. O caricato não terminou por aqui. No hospital, o pároco refere que não lhe foram feitos quaisquer exames complementares para conseguir detectar a substância que foi ingerida e ainda por cima foi-lhe prescrito um medicamento para úlceras gástricas que, segundo a farmacêutica que o atendeu, já saiu há mais de um ano do mercado. Para ficar mais descansado, decidiu consultar um médico particular. “O único apoio que tive foi o dos operadores da linha de apoio à intoxicação”, critica o padre.Questionado sobre as causas desta situação e sobre a possibilidade de se tratar de uma partida de mau gosto, o sacerdote prefere defender publicamente que “o incidente se deveu a um descuido” por parte das zeladoras do templo, que terão deixado um resto de lixívia na galheta e o sacerdote misturou-a no cálice no momento da consagração. “Pediram-me desculpa e garantiram-me que não deixaram nada no fundo da galheta a não ser água. É um local de muito movimento e a que qualquer pessoa tem acesso mas prefiro pensar que foi mesmo um descuido”, aponta.Após tantas tropelias em período de Carnaval, Herlander Limão, decidiu tirar uns dias de descanso para visitar e tranquilizar a sua família que vive na zona da Guarda.
Padre bebe lixívia durante missa de corpo presente

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...