uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Fusão iminente da Resioeste e Valorsul vai reduzir factura do lixo

Edição de 06.05.2009 | Economia
Os doze municípios do Oeste e ainda Rio Maior e Azambuja vão reduzir a factura do lixo depositado em aterro, após a fusão da Resioeste e da Valorsul, a ser concretizada em breve pelo Ministério do Ambiente. O valor vai passar de 26 para 20,45 euros por tonelada a depositar em aterro, afirmou José Manuel Custódio, membro do conselho executivo da Comunidade Intermunicipal do Oeste.“Não podemos estar a pagar 39 euros por cada tonelada de lixo e com este acordo vamos poupar 42 por cento do que era pago”, em resultado do envio de 100 toneladas de resíduos para incineração na Valorsul (que trata dos lixos dos concelhos da Amadora, Lisboa, Loures, Odivelas e Vila Franca de Xira). O autarca disse que as tarifas a cobrar já este ano resultaram do acordo estabelecido recentemente entre os municípios e a Empresa-Geral de Fomento. Para o processo ficar concluído, o Ministério do Ambiente vai publicar dois decretos-lei. Segundo o autarca, “em 2010 há também a possibilidade de a tarifa ser 17 euros por tonelada”, se os resíduos da Tratolixo (Cascais, Oeiras, Sintra e Mafra) vierem a ser depositados também no aterro da Valorsul. “A Tratolixo vai entrar como cliente e por isso vai pagar mais do que os accionistas”, esclareceu.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...