uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Afirmações sobre lésbicas no futebol feminino geram polémica

Comentador João Malheiro confrontado com o que disse no Fatias de Cá Bar É

“É difícil ser homossexual no futebol masculino. Conheci dois casos. No futebol feminino há muitas, muitas lésbicas…”, foi a declaração que O MIRANTE reproduziu e que provocou várias reacções.

Edição de 06.05.2009 | Sociedade
A afirmação do comentador e ex-director de comunicação do Benfica, João Malheiro sobre a homossexualidade no futebol, transcrita numa reportagem de O MIRANTE publicada na edição de 30 de Abril, gerou uma polémica nacional com reacções em vários jornais e programas de rádio e televisão.Jogadoras, técnicos e dirigentes do futebol feminino não gostaram da afirmação que referia a existência de muitas jogadoras homossexuais e criticaram a declaração com centenas de comentários publicados em vários órgãos de comunicação social. Confrontado com as declarações, o jornalista acusou O MIRANTE de ter recauchutado o depoimento produzido durante uma tertúlia promovida pelo grupo de teatro Fatias de Cá no dia 23 de Abril em Constância.Em bom rigor, João Malheiro disse que “é difícil ser homossexual no futebol masculino. Conheci dois casos. No futebol feminino há muitas, muitas lésbicas…”. O comentador acusa O MIRANTE de desvirtuar as suas declarações, mas será que quando disse que havia “muitas, muitas lésbicas”, não é a mesma coisa que dizer que o futebol “está cheio de lésbicas”? João Malheiro entende que não. O comentador reagiu com uma crónica no jornal Destak a que deu o título de “mariquices”. “Quando se junta a moral bacoca com a ignorância patega, então sim, resulta mariquice. Quando se desvirtua uma declaração e se abastarda a verdade, mais mariquice ainda”. Neste caso a declaração não foi desvirtuada, como a prosa de Malheiro insinua. O próprio autor confirma que “conhece muitas lésbicas no futebol”. Di-lo sem tabus e sem juízos de valor adjacentes.O comentador foi jornalista, teve uma carteira profissional e conhece as regras do jogo. Sabe que quando se produz uma afirmação deste tipo num encontro com mais de duas dezenas de pessoas, obviamente será notícia. E esqueceu-se que O MIRANTE é um jornal com dimensão, que chega a todo o mundo através da edição on line (www.omirante.pt).

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...