uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
30 anos do jornal o Mirante

Presidente e vice-presidente da Câmara de Alcanena não assistem ao debate das contas

Edição de 13.05.2009 | Política
Os deputados de PSD, PS, CDU e CDS-PP na Assembleia Municipal de Alcanena votaram contra o relatório de contas e de gestão da autarquia referentes ao ano de 2008. Entre 24 presentes (dos 31 que compõem a assembleia) o documento acabou por ser aprovado com os 13 votos favoráveis dos deputados do Movimento “Independentes por Alcanena” (ICA). A votação foi antecedida por duras críticas que incidiram não tanto no teor do documento mas devido ao facto deste se discutir e votar numa sessão na qual nem o presidente da autarquia, Luís Azevedo (ICA), nem o vice-presidente, Eduardo Marcelino, estiveram presentes. “Quando marcaram a assembleia para esta data, o senhor presidente apontou que lhe era impossível estar presente. Já o vice-presidente era para aqui estar mas não conseguiu por motivos de saúde relacionados com um familiar próximo”, esclareceu o vereador Artur Rodrigues (ICA) que assumiu a representação da câmara. Carlos Torrejano, representante do CDS, foi o que utilizou um discurso mais crítico considerando “inconcebível” a ausência do presidente da câmara. “É a mudança de pasta de uma forma irresponsável e um presente envenenado para quem vem a seguir”, disse. Já o deputado da CDU António Durão Magro considerou as faltas do presidente e vice-presidente da autarquia como “uma falta de respeito” para os membros da assembleia. “O relatório de contas não é um mero exercício de lazer”, considerou, apontando que o documento revela um percurso de marcha-atrás no desenvolvimento do concelho. Os socialistas foram mais analíticos em relação ao relatório de gerência e contas e consideraram mesmo que este foi “o pior relatório apresentado” uma vez que demonstra uma “falta de perspectivas a longo prazo”. O PS relembrou as obras que ficaram no papel como a ampliação do quartel de bombeiros ou a construção do mercado descoberto da cidade.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...