uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Equipa técnica de Reinserção Social com nova sede em Tomar

Município vai investir 350 mil euros na recuperação de um edifício no centro histórico
Edição de 13.05.2009 | Sociedade
A Câmara de Tomar vai investir 350 mil euros na recuperação de uma habitação devoluta na rua Sacadura Cabral, no centro histórico da cidade, junto às antigas instalações da PSP. O objectivo passa por resgatar um edifício em avançado estado de degradação e, ao mesmo tempo, permitir a transferência da equipa do Médio Tejo da Direcção-Geral de Reinserção Social, entidade tutelada pelo Ministério da Justiça, para instalações mais adequadas. A apresentação do projecto teve lugar na quinta-feira, 7 de Maio, nos Paços do Concelho, inserida na cerimónia que assinalou o 20.º aniversário da Reinserção Social. A cedência vai ser feita em regime de contrato de comodato, segundo explicou a O MIRANTE a vereadora com o pelouro da Acção Social, Rosário Simões (PSD). Em troca, a Direcção Regional de Reinserção Social dá dois andares à câmara, localizados na zona nova da cidade, com destino a habitação social.Actualmente, a equipa do Médio Tejo do serviço de Reinserção Social, composta por 14 pessoas, funciona no primeiro andar no edifício Escavação, junto aos CTT de Tomar, em instalações de construção antiga que revelam algumas lacunas para o atendimento nesta área de intervenção social. “Este projecto está adequado às funções que a equipa do Médio Tejo necessita. O projecto contempla uma grande sala de reuniões, gabinetes individuais para receber os utentes de reinserção social, recepção e salas de trabalho e administrativas. Segundo António Guerreiro, responsável pelo Departamento de Obras Municipais da autarquia, a traça arquitectónica do edifício vai ser conservada. “O projecto dá melhores condições aos funcionários e utentes, devendo ficar o edifício dotado de luz natural”. Apresentado na última reunião de câmara, o projecto vai agora ser lançado a concurso público. O prazo de execução da obra é de seis meses.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...